Casa & Construção

Casa & Construção: Dormindo com estilo

Confira os destaques da Coluna Casa & Construção

24 de abril de 2022

Foto: Pinterest

Se você está pensando em trocar sua cama ou colchão, saiba que existem outras opções além do tradicional colchão box. Apesar de ser muito prático e funcional, esse modelo de colchão limita as opções de design e exclusividade que algumas pessoas desejam. Por isso, caso esteja pensando em dar uma atualizada no quarto, seguem algumas opções.

continua após a publicidade

As camas podem ser compostas por uma estrutura externa, com o colchão embutido com ripado de apoio interno, ou podem ser simplesmente uma base reta com o colchão sobre ela. Existem opções prontas disponíveis no mercado, em materiais como ferro, madeira ou MDF, mas se possível, o ideal é contratar um profissional que possa executar um projeto específico para o seu ambiente. Dessa maneira, alguns modelos podem conter gavetas, baús, nichos e sapateiras.

As camas flutuantes, onde o colchão parece estar suspenso do chão, estão sendo bastante usadas em projetos de decoração e permitem inclusive a colocação de luminárias em Led embutidas. Para quartos infantis, projetar a cama garante modelos com bicama na parte inferior ou modelos exclusivos mais baixos, baseados no método montessoriano. É preciso analisar também se o espaço já possui uma cabeceira ou mesas de cabeceira fixas – com móvel planejado – para que a nova cama se encaixe nas medidas e no visual geral do ambiente, sem competir com os outros itens existentes.

continua após a publicidade

Para quem já possui uma cabeceira estofada em tecido, utilizar o mesmo material para compor a base do colchão, criando uma cama conectada com a cabeceira, gera um resultado estético sensacional. As peças em ferro trabalhado possuem linhas mais orgânicas e combinam bem em quartos românticos, clássicos ou infantis, enquanto peças em madeira trabalham com linhas mais retas e simples, e se encaixam em projetos minimalistas e contemporâneos.
O modelo da cama deve combinar com o estilo do quarto, analisando itens como cor e material, mas é lógico itens pessoais do cliente sempre devem ser levados em conta, como altura, funcionalidade e estética. Conforto sempre em primeiro lugar. Mãos à obra!

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade