Casa & Construção

Casa & Construção: grandes conquistas

Iniciando humildemente com peças de 90x90cm ou 100x120cm, os “maxiformatos” hoje atingem números bem mais expressivos chegando a peças que atingem 120x270cm ou 300x100cm.

18 de junho de 2022

Foto: Roca Cerâmica

Para quem está antenado com as tendências na área de arquitetura, construção e decoração, já deve ter ouvido um burburinho sobre revestimentos em grandes formatos.

continua após a publicidade

Nos últimos anos ele vêm se tornando tendência e adquirindo novos padrões e características – pois além da vantagem da beleza, essas peças proporcionam outras vantagens. Iniciando humildemente com peças de 90x90cm ou 100x120cm, os “maxiformatos” hoje atingem números bem mais expressivos chegando a peças que atingem 120x270cm ou 300x100cm.

Pensando na parte prática na obra, é necessário verificar se o produto conseguirá chegar ao local – analisando tamanhos de aberturas, elevadores e local para armazenamento – e a logística para instalação das peças – ambientes pequenos em que não é possível a mobilidade completa, não devem usar maxiformatos.

continua após a publicidade

Para o manuseio em obra, dependendo do tamanho da peça, é necessário equipamento apropriado para carregar e aplicar nas paredes ou pisos – principalmente se forem fachadas onde os maxiformatos necessitem ser içados – e, obviamente, uma mão-de-obra qualificada e com experiência. O método e materiais para assentamento são os mesmos utilizados nas peças de tamanho padrão.

Os maxiformatos tem o uso recomendado para cobrir grandes áreas com um visual amplo e homogêneo, garantindo a sofisticação, afinal a redução de rejuntamento prioriza os detalhes e desenhos de cada padrão. Dessa maneira a reprodução do padrão escolhido – seja pedra, mármore, granito, metal ou madeira – fica muito mais realista, devido a redução das emendas e melhor encaixe dos desenhos ou estampas. É possível por exemplo, cobrir paredes e pisos inteiros de um ambiente, com pouquíssimas peças.

Todos estes detalhes favorecem a sua obra, com a redução de tempo de assentamento e sujeira, redução de rejuntamento e principalmente, a menor geração de resíduos provenientes dos recortes das peças. Os maxiformatos aplicados em outros usos também são tendência e garantem um visual único, pois podem ser usados em grandes superfícies tais como bancadas, painéis, cabeceiras e aplicações em móveis – como mesas, estantes, portas e nichos.

A criatividade é o limite quando se fala em maxiformatos, porém, é preciso ter um acompanhamento com profissional da área – seja para fazer seu projeto, ou assentar as peças. Mãos à obra!

Foto: Eliane

 

Foto: Level

 

Foto: Porto Bello

 

Foto: Revista Leia

 

Foto: Revista Leia

 

Foto: Roca Cerâmica

 

Foto: Roca Cerâmica

 

Foto: Roca Cerâmica

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade