Terca-Feira, 13 de Abril de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Procedimento veterinário inédito é realizado na FURB

Um gavião resgatado pela Polícia Militar Ambiental e tratado pelos médicos veterinários do SAASBlu recebeu um implante de titânio, que será utilizado como base para a colocação de uma prótese na perna esquerda

88abfe7837e2ad5512ed475e319ea053.jpg Foto: Gilson Martins / Reprodução / FURB TV

Um procedimento cirúrgico inédito foi realizado esta semana no Hospital Veterinário da Universidade Regional de Blumenau (FURB): um gavião resgatado pela Polícia Militar Ambiental e tratado pelos médicos veterinários do Serviço de Atendimento a Animais Silvestres de Blumenau (SAASBlu) recebeu um implante de titânio, que será utilizado como base para a colocação de uma prótese na perna esquerda.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/d71818c47d981bb85097e8de3648507e.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/ffd61332a4e29290e4edbdc12b3cf4f1.png

 

O animal, da espécie conhecida como Gavião Pombo Grande, foi trazido para a FURB em novembro de 2020, com uma lesão na perna e os médicos veterinários analisaram que a melhor opção para salvar a sua vida seria amputar o membro.

Nesta terça-feira, 02 de março, a cirurgia inédita foi realizada, com o procedimento para o implante da prótese. Os próximos passos são a recuperação do animal após a operação e a fabricação da prótese, que poderá ser colocada no gavião em aproximadamente seis meses, conforme explica o professor, médico veterinário e coordenador do SAASBlu, Júlio César de Souza. “Embora a gente faça aqui (na FURB) uma série de procedimentos médico veterinários, tanto clínicos quanto cirúrgicos, inclusive cirurgias ortopédicas com pinos, placas e parafusos, essa cirurgia de implante e desenvolvimento de prótese é inédita, é a primeira vez que estamos fazendo”, afirma o coordenador.

 

Para a colocação do implante de titânio, os médicos veterinários tiveram o auxílio do professor do curso de Odontologia da FURB e doutor em Implantodontia, Ricardo Hochheim Neto. A ideia é que haja uma osseointegração, ou seja, que o implante de titânio fique envolvido pelo osso, como se fosse um implante dentário.

Durante os aproximadamente seis meses de espera pela recuperação do gavião, os especialistas e alunos da FURB trabalharão para desenvolver a prótese a partir da anatomia da perna direita do animal. A equipe já fez o escaneamento da perna, que agora irá para o planejamento digital, e por fim, será fabricada em uma impressora 3D.

Apesar dos esforços de toda a equipe veterinária da FURB o gavião não poderá retornar ao seu habitat natural e será encaminhado para viver em cativeiro. “Embora a gente faça esse implante e essa tentativa de desenvolver a prótese, por mais que a gente restabeleça a capacidade dele de se mover e de ficar de pé, essa perna não terá uma articulação como uma perna normal, então ele não terá a capacidade de expressar alguns comportamentos naturais que ele faria com a perna íntegra”, comenta Júlio César.

O SAASBlu é um projeto de extensão da FURB que possui convênio com a Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina (PMA) e a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Blumenau, e visa fazer o atendimento médico veterinário de urgência e emergência em animais silvestres da região. Os resgates são feitos pelos policiais ambientais da região, que fazem o encaminhamento dos animais feridos para o SAASBlu. Após a recuperação, os animais com boa avaliação médica são devolvidos à natureza pelos policiais.

Atualmente o SAASBlu tem 22 animais em tratamento ou aguardando sua destinação para criadouros legalizados ou zoológicos, pois não possuem condições de serem devolvidos para a natureza.

 Em caso de encontrar animais silvestres feridos a orientação da PMA é a de entrar em contato pelos telefones (47) 33788480 ou (47) 33788477 para que possam resgatá-los e encaminhá-los para atendimento veterinário. 

Fonte: Assessoria de Imprensa FURB