Quarta-Feira, 27 de Maio de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Subcomissão vai apresentar em 60 dias proposta para adequação do ano letivo ao turismo

A Subcomissão de Turismo da Câmara Federal apresenta em 60 dias uma proposta de adequação do ano letivo ao período turístico no Brasil.

6cefbb7f50ec2618b1694d59e8d69295.jpg Foto: Jornal de Pomerode

A Subcomissão de Turismo da Câmara Federal apresenta em 60 dias uma proposta de adequação do ano letivo ao período turístico no Brasil.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/da5766e97c60e8759e4c3acec5c7284a.jpg

 

A Subcomissão é presidida pelo deputado federal João Pizzolatti (PPB-SC). Ele coordenou a primeira audiência pública na quarta-feira na Câmara dos Deputados.

Pizzolatti explica que isto permitirá um melhor aproveitamento do potencial turístico de  cada Estado. Ele cita como exemplo  Santa Catarina, onde o início das aulas coincide com o período da alta temporada do fluxo turístico.

O deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR) ficou encarregado de analisar uma alternativa para harmonizar as férias escolares ao período turístico. A decisão final caberá aos Estados, que têm autonomia para definir o calendário escolar.

Pizzolatti informa que depois dos 60 dias será realizado um seminário para discussão da proposta. O seminário reunirá secretários estaduais de Educação, Embratur (Empresa Brasileira do Turismo) e representantes dos professores.

No primeiro seminário realizado na quarta-feira, no Plenário V, do Anexo II da Câmara dos Deputados, a Subcomissão debateu com Embratur, secretários e dirigentes de associações de viagens o Turismo e o Ano Letivo.
O presidente da Embratur, Caio Luiz de Carvalho, e o presidente da ABIH Nacional, Herculano Iglesias, o representante da Abav Nacional, Carlos Alberto de Sá, e a representante das secretarias de Educação, Leila Pavanelli, palestraram sobre o tema.

Neste sábado (29), os deputados da Subcomissão fazem uma reunião em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. A reunião será presidida pelo vice-presidente, Rubem Medina (PFL-RJ), para discussão de políticas para aquele Estado.

Pizzolatti informa ainda que no dia 10 de junho haverá um seminário em Petrolina, em Pernambuco, no Centro de Convenção. Os deputados tratarão da municipalização do turismo sob a ótica do sistema nacional.

Além do tema nacional, os deputados vão discutir ainda um tema local que é o aproveitamento do potencial turístico do Rio São Francisco para aquele Estado.

O presidente da Subcomissão também marcou para o dia 16 de junho uma audiência pública com o secretário de Turismo da Bahia, Paulo Renato Dantas Galdenzi, para avaliar o planejamento estratégico desenvolvido naquele Estado nos últimos 12 anos.

Aeroportos _ Pizzolatti vai receber os integrantes da Subcomissão de Turismo e o presidente da Infraero (Infra Estrutura Aeroportuária), brigadeiro Eduardo Bugalho Pettengill, em um café da manhã marcado para o dia 17 de junho.
Pizzolatti informa que o tema em discussão será a melhoria nos aeroportos de todo o País, principalmente em Santa Catarina, para ampliação dos vôos charters.

A agenda da Subcomissão de Turismo prevê ainda uma audiência pública no Rio de Janeiro, no dia 2 de julho, com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para discutir as linhas de crédito para o setor.

Pizzolatti diz que a atual condição de financiamento das linhas de crédito são inviáveis. “Hoje quem tem chance não pega o dinheiro e quem pega não o devolve”, disse. Segundo ele, os prazos de carência para devolução dos valores são muito curtos.