Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Reunidos por amor a um instrumento inusitado

Pelo terceiro ano consecutivo, a Festa Pomerana teve, em sua programação, o Encontro de Tocadores de Teufelsgeige.

5740b84f37e0243899596c6f45adbe1b.jpg Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode

Pelo terceiro ano consecutivo, a Festa Pomerana teve, em sua programação, o Encontro de Tocadores de Teufelsgeige, conhecido também como violino do diabo, por causa do som que ele produz.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/da5766e97c60e8759e4c3acec5c7284a.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/b6557b3fc353d86e08085bfc422c0203.jpg

 

O Teufelsgeige é um instrumento de percussão, com cordas e objetos de metal. Nesta terceira edição do evento na Festa Pomerana, cerca de 15 tocadores de Teufelsgeige, de diversas cidades da região e do estado, marcaram presença no evento, trazendo seus instrumentos, que chamam a atenção tanto pelo som que produzem, quanto pela decoração, que depende da criatividade de cada dono.

O organizador do evento, Andreas Findeiss, destaca a satisfação em pode estar participando e, agora, promovendo o encontro, que é tão especial. “Para mim é uma honra e uma satisfação mais uma vez estar participando deste encontro. E poder ajudar a manter as nossas tradições não tem preço. Espero que nas próximas edições mais pessoas participem, para que essa tradição do Teufelsgeige não se perca”, afirma.

 

Para mim é uma honra e uma satisfação mais uma vez estar participando deste encontro. E poder ajudar a manter as nossas tradições não tem preço. Espero que nas próximas edições mais pessoas participem, para que essa tradição do Teufelsgeige não se perca.

 

O Encontro de Teufelsgeige, a exemplo de outros encontros culturais realizados na programação da Festa Pomerana, reúne diversas gerações de apaixonados pelas manifestações culturais da nossa região. Exemplo disso é a família Pereguda, que levou três gerações ao encontro.

E também temos Célio Emílio Krieger, um dos tocadores de Teufelsgeige mais antigos da nossa região. A história dele com o instrumento já tem 29 anos. “Eu conheci o Teufelsgeige em um clube de bolão, em Blumenau. Na hora eu já gostei e decidi fazer o meu, sozinho mesmo. Também aprendi a tocar por conta própria. O mais legal é que ele possibilita a percussão completa, com as cordas e os itens de metal, com as quais posso acompanhar a música”, destaca.

Além das diversas gerações, o Teufelsgeige também é um instrumento para todos os gêneros e as mulheres também começam a marcar presença nos encontros de tocadores. Uma delas é Adriana Schneider, que conheceu o instrumento por meio de um casal de amigos.

 

(Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode)

“Dois amigos meus tocam Bandoneon e um dia comentaram que eu deveria ter um instrumento para mim também. Quando procurei, conheci o Teufelsgeige e aprendi a tocar. Isso faz cerca de dois anos e este é o segundo encontro em que eu participo”, destaca.

Ao longo do encontro, além de apreciar as apresentações dos tocadores, quem assistia ao espetáculo pode se arriscar na tentativa de tocar o instrumento, proporcionando uma divertida interação com o público.

Ainda na programação da 37ª Festa Pomerana, será realizado o encontro de Tocadores de Bandoneon, no dia 25 de janeiro, sábado.

 

Sobre o instrumento

Desde 2018, quando o instrumento começou a ser mais conhecido após o primeiro encontro de Teufelsgeige, na 35ª Festa Pomerana, várias pessoas ficaram interessadas em saber mais sobre o Teufelsgeige. Neste mesmo ano, foi realizada a primeira oficina de confecção do instrumento, já que o mesmo possui suas características próprias e são criados por quem o toca.

E, apesar de ter “Violino” no nome, geralmente, o Teufelsgeige é usado como instrumento de percussão, acompanhando os toques do acordeão, Bandoneon e outros que são usados nas músicas típicas alemãs.

De origem alemã, o violino é bastante conhecido em território germânico e na Suíça, usado em festas populares, particulares e, principalmente, no Carnaval da Alemanha, que é uma tradição por lá.

 

Quer receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.



Tags: