Contra-ataque

Contra-ataque – 27/03

Boa decisãocontinua após a publicidade Dois dos melhores atletas catarinenses, na atualidade, repercutiram a decisão do COI de adiar as Olimpíadas de Tóquio, para 2021. Darlan Romani, campeão pan-americano e finalista mundial no arremesso de peso, aprovou a medida. O atleta de Concórdia usou as redes sociais para passar uma…

9 de abril de 2020

Boa decisão

continua após a publicidade

Dois dos melhores atletas catarinenses, na atualidade, repercutiram a decisão do COI de adiar as Olimpíadas de Tóquio, para 2021. Darlan Romani, campeão pan-americano e finalista mundial no arremesso de peso, aprovou a medida. O atleta de Concórdia usou as redes sociais para passar uma mensagem ao público, se mostrando favorável ao adiamento, mas mantendo vivo o sonho olímpico para o próximo ano. Já a blumenauense Duda Amorim, armadora da seleção brasileira de handebol, eleita a melhor atleta do continente europeu pela Federação Europeia de Handebol, em janeiro deste ano, também aprovou a medida. Duda considera a decisão correta e destaca a segurança para os competidores e todos os demais envolvidos no evento. A blumenauense vive na Hungria e está em quarentena.

 

continua após a publicidade

Darlan Romani (Foto: Wagner Carmo / Panamerica Press)

Duda Amorim (Foto: Divulgação)

Aumento da idade

Com o adiamento dos Jogos Olímpicos, a modalidade de futebol pode sofrer uma alteração em seu regulamento: a idade limite dos jogadores. Atualmente, este limite é de 23 anos – liberados três atletas acima desta idade. Com o adiamento, o Brasil seria um dos mais prejudicados, pois tem cerca de 15 atletas pré-convocáveis que estourariam essa idade ano que vem. A solução pode ser o aumento da idade limite, para 24 anos. As entidades estudam a proposta e prometem discutir o assunto com as Federações, nos próximos meses.

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade