Especiais

Uma troca de gerações nas aulas de matemática

Professor Wilson anuncia aposentadoria após 32 anos e sua sucessora, Malaica, fala sobre os novos desafios ao assumir as aulas de matemática do Doutor Blumenau, aos 33 anos

15 de maio de 2022

Foto: Raphael Carrasco / Jornal de Pomerode

Um dos nomes mais populares e conhecidos por muitos alunos que estão ou já passaram pelo Colégio Sinodal Doutor Blumenau, está se despedindo das aulas diárias de matemática.

continua após a publicidade

Wilson Hafemann, aos 59 anos, anunciou que vai se aposentar das salas de aula, depois de 32 anos de atuação como professor de matemática. Hafemann iniciou sua trajetória no colégio no ano de 1990, aos 27 anos. Desde então, o professor colecionou várias histórias especiais e ajudou muitos alunos a se formarem e se transformarem em grandes profissionais.

Mas, neste ano, resolveu tomar uma atitude para cuidar de sua família e se dedicar aos projetos sociais. De acordo com o professor, esta não foi uma decisão fácil.

continua após a publicidade

“Tomei essa decisão por conta de cuidar mais da família e tocar projetos sociais. A partir do momento que aposentei, comecei a pensar em como seria me aposentar da sala de aula. Esse ano, tive alguns compromissos que me obrigaram a escolher as prioridades. Foi aí que pensei que a minha parte já havia sido feita na escola e era hora de termos ‘sangue novo’ por aqui”, comenta o professor.

Neste primeiro momento, o professor Wilson ficará “off-line” das salas de aula. Porém, o pomerodense prosseguirá projetos dentro do Doutor Blumenau, a exemplo da Fanfarra.

“A escola não sai da gente de uma hora para outra (risos). Ainda farei parte da nossa Fanfarra e vou continuar participando dos eventos que o Doutor Blumenau promove. E, também estarei à disposição da Malaica, caso precise de um substituto ou até mesmo se ela precisar de algo”, ressalta.

E, falando em Malaica Hille, é ela que foi convidada para assumir as aulas de matemática no lugar do Professor Wilson. Aos 33 anos, Malaica se formou recentemente pela Universidade Federal de Santa Catarina e já tinha experiência escolar, uma vez que atuou por nove anos na Escola Amadeu da Luz, como secretária. O apego e carinho pela escola de Testo Alto, o convite para fazer parte do time de professores do Doutor Blumenau e ainda assumir o lugar de um professor que tem a sua história, causaram dúvidas na cabeça da pomerodense.

“Foi uma decisão muito difícil. O dia que entraram em contato comigo eu até pensei ‘primeiro de abril’ já passou (risos). Eu estudei por muito tempo na Amadeu da Luz e voltar para lá como profissional foi uma realização pessoal que eu tive na vida. Porém, desde pequena, eu sempre quis ser professora e eu tive que colocar na balança o que eu realmente queria. Eu só tenho a agradecer ao Amadeu e com certeza o carinho permanece por lá. E agora, aceitei em vir para cá, para mais um sonho realizado e seguir a carreira, como professora”, enaltece.

Malaica e Wilson também falaram sobre essa troca de geração que as aulas de matemática terão, a partir de agora. Eles comentam que os alunos também passarão por uma fase de adaptação, mas, por terem perfis parecidos, acreditam que a qualidade do ensino e o carinho com os estudantes, permanecerá o mesmo.

“Eu e a Malaica temos perfis muito parecidos. Eu desejo muita sorte e que ela possa fazer um trabalho muito grande em nossa escola. Claro, tudo será um processo de adaptação, mas com certeza, os alunos saberão disso e tudo dará certo. Ambos, estamos torcendo para isso”, finaliza Wilson.

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade