Especiais

Um bebê arco-íris para espalhar amor

Pamela e Éder Weege celebram o nascimento do filho Martin e falam do amor em serem pais

8 de maio de 2022

Foto: Sueli Fotografias

A chegada do primeiro filho foi uma transformação na vida do casal Pamela Sabrina Ewald Weege e Éder Francisco Weege. Martin Alberto Weege veio para alegrar a rotina do casal e completar a família, principalmente, após um momento delicado.

continua após a publicidade

Pamela comenta que, no início, até chegar mais ou menos aos 30 anos de idade, não existia em si muita vontade de ser mãe. No entanto, ela afirma que depois desta idade, o sentimento aflorou, pois o marido, Éder, sempre quis muito ter filhos. O casal, então, teve a primeira gravidez.

“Infelizmente, esta minha primeira gravidez não vingou e, com nove semanas de gestação, eu acabei perdendo o bebê. Foi um momento muito difícil, pois se criou a expectativa e houve a decepção. Depois desta experiência, começamos um tratamento, com o meu médico, o Dr. Paulo Pizzolatti, que sempre me deu um bom suporte. Fizemos um tratamento especial e, a cada mês, esperamos por uma possível gravidez, mas não acontecia”, relembra Pamela.

continua após a publicidade

A frustração pelas tentativas que não obtiam o resultado se tornou mais latente e Pamela quis desistir de tentar gerar um filho, pois havia a ansiedade e o desejo enorme de que houvesse a gravidez. Durante este período, a cunhada de Pamela engravidou e algumas coisas que tinha comprado para si, foram dadas à cunhada.

Dois meses depois, no entanto, Pamela descobriu que estava grávida.

Foto: Daiana Kopsch Fotografias

 

Foi em 17 de junho que Pamela recebeu o resultado positivo da gravidez e, segundo ela, no dia seguinte, logo procurou o acompanhamento médico, para tomar todos os cuidados necessários.

“Foi um misto de emoções, ainda não conseguia acreditar que era real e, para ser sincera, a ficha só caiu de verdade quando o Martin nasceu e pude segurá-lo em meus braços. Ele chegou no dia 02/02/2022, às 9h59min”, destacou.

A gravidez, segundo Pamela, foi tranquila e muito saudável. Ela sempre procurou cuidar da alimentação e de suas atividades, embora tenha produzido suas kombuchas até os oito meses de gravidez. “Tudo parecia um sonho, ele mexia na barriga e eu começava a me dar conta. A gravidez mexe muito com a gente, quando eu descobri, meus hormômios já estavam tão aflorados que nem consegui acreditar direito, e quando ele chegou, olhei para ele e comentei com meu marido ‘nossa, é de verdade’. Foi muito mágico, quando alguma mãe diz que só quando tiver um filho vai saber, é real, é exatamente isso”, enaltece Pamela.

Foto: Sueli Fotografias

 

Martin já completou três meses de vida e, segundo Pamela, o período mais complicado já passou. Uma das experiências mais desafiadoras, segundo a mãe, foram os primeiros dias de vida de filho. “Eu tentei amamentar e consegui, por 25 dias. Mas comecei a notar que o Martin tinha algumas manias e observei por três dias, que à noite ele começava a se debater. Aquilo me fez questionar o que poderia estar fazendo com que ele se sentisse mal”, comenta.

Pamela descobriu que não tinha a produção de leite necessária para suprir a necessidade de Martin, e, por este motivo, precisou recorrer à fórmula de leite em pó. “Mas graças a Deus o Martin aceitou a fórmula logo de cara. Esta parte de não conseguir mais amamentar foi a mais complicada, mas estes meses com ele têm sido mágicos. Depois da minha primeira gravidez, eu queria tanto ser mãe, então, quando ele chegou tudo ficou bem diferente e especial”, destaca.

O nascimento de um filho, segundo Pamela, mudou toda a rotina da casa e do casal. Mas nesta nova vida, o marido, Éder, foi fundamental. “Eu sempre agradeço muito por ter um marido muito parceiro, como o Éder. Ele faz de tudo por nós e me ajuda sempre que pode. Isso é muito importante, esta parceria, principalmente no período de adaptação. E como família, tudo mellhorou, como família nos juntamos mais, hoje é outro amor que temos um pelo outro, ainda mais intenso”.

A casa de Pamela e Éder ainda tem mais um morador, ou melhor, uma moradora peluda. A Maiah, entrou na vida da família um pouco antes da descoberta da gravidez e se tornou muito importante da vida de Pamela. Quando o Martin veio ao mundo, houve o período de adaptação da Maiah ao novo integrante da família e hoje os dois vivem juntos. Maiah está sempre perto de Martin e adora ficar com o pequeno.

“Sempre digo que deus faz as coisas muito certas. O Martin é muito querido e sempre dizem que os filhos que escolhem os pais, e sempre agradeço por tê-lo em nossa vida, hoje é só gratidão”, finaliza Pamela.

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade