Especiais

Um amor construído à distância

Casal que começou a namorar à distância, revela trajetória até chegar ao tão sonhado casamento

12 de junho de 2022

No casamento, foi feito um cartaz, com a distância que os separou por um tempo, que foi rasgado para ilustrar o fim dela. (Foto: Marcos Ricardo Fotografias)

O amor verdadeiro pode superar qualquer obstáculo, até mesmo a distância. Prova disso é o casal Pamela Rafaela Jandre Crovato, 22 anos, e Matheus Crovato de Melo Brion, 25 anos, que, mesmo após separados por mais de 10 mil quilômetros, mantiveram o amor, a confiança e o relacionamento sempre fortes.

continua após a publicidade

A empresária e o médico veterinário se conheceram em fevereiro de 2020, em Bonn, na Alemanha. Pamela conta que jamais acreditou em amor à primeira vista, até conhecer aquele que seria o futuro marido.

“Naquele tempo, eu dividia um apartamento com outras duas estudantes brasileiras, e uma delas era amiga do Matheus da época em que ele cursou um semestre de biologia em Juiz de Fora, antes de entrar na medicina veterinária. O Matheus foi fazer um estágio em Portugal e aproveitou para visitar as amigas em Bonn, ficando por 10 dias no apartamento em que eu morava também. Eu não acreditava muito em amor à primeira vista, mas foi exatamente isso o que aconteceu com a gente. Foi tudo muito rápido: nós nos conhecemos, ficamos juntos por alguns dias e, ao final daquela semana, quando o Matheus teve que retornar o Brasil, nós dois ficamos com o coração bem apertado”, conta Pamela.

continua após a publicidade

O contato entre os dois permaneceu, com conversas diárias pelas redes sociais e, uma semana depois, fizeram uma chamada em vídeo, decidindo levar adiante um relacionamento à distância. “Durante o tempo em que ficamos juntos, ouvimos de muitos amigos e conhecidos que nem deveríamos pensar em manter um relacionamento à distância, porque essas coisas nunca dão certo. Mesmo assim, naquela chamada, nós dois conversamos e decidimos tentar namorar à distância para ver no que dava. Nós passávamos horas e horas escrevendo e em ligação todos os dias, nos conhecendo cada vez mais e percebendo que aquele amor um pelo outro só crescia a cada dia”, afirma.

Primeira foto do casal. (Foto: Arquivo pessoal)

 

A partir de então foram algumas etapas do relacionamento em distâncias diferentes. Resumindo, Pamela e Matheus ficaram longe um do outro de fevereiro a outubro de 2020 e depois de janeiro a março de 2021, com a distância de praticamente nove mil quilômetros entre Bonn (Alemanha) e Juiz de Fora (Minas Gerais). Após o retorno de Pamela ao Brasil, foram quase quatro meses com a distância entre Juiz de Fora e Pomerode (pouco mais de 1.000 quilômetros).

“Por isso, em uma de nossas foto de casamento, escrevemos a distância total que nos separou nesse tempo todo (10.256 km) em uma cartolina e fizemos uma sequência de fotos rasgando o papel, como forma de simbolizar o fim da distância entre nós”.

O contato era sempre por mensagens, ligações e chamadas de vídeo. Tudo era válido na tentativa de “diminuir” a distância que os separava, desde dormirem juntos, com o celular conectado em ligação ou levar o aparelho junto em algum passeio ou atividade corriqueira. “Teve até uma vez que organizamos uma espécie de jantar romântico: ambos pedimos comida para entrega, nos sentamos em frente à câmera e comemos juntos (risos). Também quando eu precisei fazer uma cirurgia de emergência, mesmo com o fuso horário, ele ficou acordado praticamente o tempo inteiro conversando comigo para tentar se fazer o mais presente possível”, comenta a empresária.

Ao longo de todo o relacionamento à distância, houve alguns encontros presenciais repletos de emoção. Em outubro de 2020 Pamela veio para as férias, em Pomerode, e Matheus veio visitá-la. Por conta da pandemia, o período que era para ser de um mês, se transformou em três, e Pamela conseguiu adiar seu retorno à Alemanha. “No segundo dia aqui, num jantar em família, o Matheus me pediu “oficialmente” em namoro, com declaração, alianças e um buquê de girassóis. Foi esse período que me fez ter certeza de que ele era o amor da minha vida e que a coisa que eu mais queria no mundo era ter ele por perto todos os dias. Após a minha volta ao Brasil, em março, nos vimos mais algumas vezes, ora eu indo para Minas Gerais e ora ele vindo para Pomerode, até ele vir pra cá definitivamente em julho do ano passado”.

Despedida de Matheus, quando ele precisou voltar ao Brasil, no aeroporto da Alemanha. (Foto: Arquivo pessoal)

 

A empresária reconhece que houve momentos de dúvidas, devido à distância, por parte dos dois, mas garante que o amor e a vontade de continuarem juntos sempre foram maiores do que estas dúvidas. Juntos, Pamela e Matheus aprenderam que era necessário esforço para que o relacionamento desse certo, algo que nunca faltou a nenhum deles. O pensamento de que a distância era algo temporário lhes deu força e havia sempre o sentimento de que era possível superar qualquer coisa, se estivessem juntos.

E depois do esforço mútuo em fazer a relação dar certo, com base em amor e confiança, veio o tão esperado próximo passo, que foi o pedido de casamento. Matheus escolheu o aniversário de Pamela (14 de setembro), em 2021, para realizar o pedido.

“Havíamos combinado com a minha família de jantar num dos meus restaurantes favoritos, o Vale das Trutas, em Rodeio. E ele conseguiu me enganar direitinho, fez toda uma surpresa com velas, pétalas e um buquê de rosas, balões, todas aquelas coisas que se vê em filme (risos). Foi lindo demais, um dos dias mais emocionantes da minha vida. Eu disse ‘sim’ sem nem pensar duas vezes. Nessa época, ainda morávamos juntos na casa dos meus pais aqui em Pomerode. Nós nos casamos no civil em 22 de fevereiro de 2022, exatos dois anos do dia em que demos o primeiro beijo”, relembra, com emoção.

Hoje, Pamela acredita que a história do casal era algo já escrito pelo destino e se orgulha da forma como construíram o primeiro volume da trajetória deles, que ainda reserva muitas alegrias.

O cartaz, ilustrado na foto da capa, foi rasgado, simbolizando o fim da distância. (Foto: Marcos Ricardo Fotografias)

 

“Eu acredito que a nossa história já estava escrita há muito tempo, pois foi uma série de acontecimentos na minha vida e na do Matheus que nos levaram a nos conhecermos e a ficar juntos. Eu digo que foi uma trajetória cheia de força, coragem, paciência, cuidado e muito amor. Hoje, só consigo sentir orgulho de tudo o que suportamos e da vida que estamos construindo juntos, pouco a pouco, já casados e, em alguns anos, formando uma família. Somos a prova de que relacionamentos à distância não necessariamente precisam dar errado como muitos pensam e de que o amor, se bem cultivado, floresce e se mantém vivo por muito tempo. Queria agradecer às nossas famílias e amigos que torceram por nós, que acompanharam essa trajetória e que continuam presentes na nossa vida compartilhando todos os momentos conosco. Queria também agradecer ao Matheus por ser esse marido maravilhoso e dedicado que ele é e dizer que ele foi a melhor escolha da minha vida. Eu não consigo e nem quero imaginar como seria não ter você. Te amo infinito, meu amor”, declara.

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade