Especiais

Ucraniano, morador de Pomerode, faz campanha para ajudar refugiados do país que chegaram no Brasil

Roman mora na cidade há três anos e precisa da ajuda da comunidade para entregar doações aos refugiados que vieram recentemente para o Brasil, fugidos da guerra.

12 de maio de 2022

Foto: Raphael Carrasco/Jornal de Pomerode

Uma oportunidade de ajudar os “irmãos” ucranianos. Roman Vasyliev é natural da Ucrânia e já mora em Pomerode há três anos, já que trabalhava com projetos voluntários e missionários, no país europeu, que hoje passa por um conflito geopolítico contra a Rússia.

continua após a publicidade

Na cidade de Pomerode, Vasyliev mora com uma família que abriu as portas de casa e recebeu com muito carinho o ucraniano. Vendo toda a situação de guerra que passa o seu país, pelos noticiários, resolveu pedir auxílio à comunidade para ajudar aos conterrâneos refugiados que chegaram ao Brasil recentemente, após fugirem do conflito, que acontece há meses.

Com algumas doações de roupas e outros mantimentos, Vasyliev precisa de ajuda para custear um frete para a cidade de Prudentópolis, no interior do estado do Paraná. Este município, é considerado como a “cidade mais ucraniana do Brasil”, assim como Pomerode, que recebe o título de cidade mais alemã do nosso país.

continua após a publicidade

Prudentópolis se tornou um lugar de acolhimento para esses ucranianos que conseguiram fugir da situação beligerante, no país europeu. E, Vasyliev, emocionado com toda a história, decidiu ajudar os quase 30 conterrâneos que estão na cidade e agora precisa da ajuda da comunidade para conseguir entregar as doações.

“Eu sempre ajudava pessoas, na Ucrânia. Eu, como Cristão, fazia diversos trabalhos voluntários por lá e toda essa situação que assistimos daqui, vendo nossos irmãos fugindo de uma guerra, nos emociona muito. Com isso, procurei algumas pessoas para ajudar nas doações, sendo uma delas o pessoal da Igreja Evangélica Quadrangular, que me apoiou prontamente. Agora, só preciso de ajuda financeira para providenciar esse frete, até o Paraná”, comenta.

Foto: Raphael Carrasco/JP

Vasyliev conta que sua família ainda está na Ucrânia, na cidade de Kherson, no Sul do país. Recentemente, a Rússia afirmou que as forças armadas tomaram o controle do município. Seus familiares não conseguem sair da cidade, já que soldados russos bloqueiam entradas e saídas, da região. O ucraniano comenta que os conflitos já aconteciam há anos, na região, porém, foram intensificados neste ano.

“Uma vez presenciei um bombardeio, na cidade. O conflito já existe há anos e para mim não é uma novidade. Só que, neste ano, as coisas tomaram proporções maiores. A gente fica sempre apreensivo com as notícias, a cada dia que passa. É muito triste ver tudo isso acontecendo e muitos russos, inclusive, não concordam com essas atitudes. Esperamos dias melhores daqui para frente e que tenhamos paz, é a única coisa que eu peço”, finaliza.

Os interessados em ajudar Roman Vasyliev, podem fazer uma doação de qualquer valor, através do seu pix.  Já para quem quer doar alimentos não perecíveis e produtos de higiene, basta entrar em contato diretamente com Roman.

A chave e o telefone para contato, você confere abaixo.

CHAVE PIX: 801.262.549-07
Telefone pra contato: 93300-4874

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade