Saúde

Transformando vidas, Hospital Santa Isabel realiza 296 transplantes em 2023

Referência, HSI se prepara para alcançar a marca de 4500 procedimentos da especialidade

18 de janeiro de 2024

Foto: Gabriel Silva/Comunicação HSI

O Hospital Santa Isabel, de Blumenau, celebrou um marco extraordinário em 2023, realizando 296 transplantes de órgãos – maior número desde 2018.

Como uma das referências nacionais em transplantes, o HSI mantém sua trajetória notável, aproximando-se da impressionante marca de 4500 procedimentos. Este sucesso é possível graças à solidariedade das famílias que consentiram com a doação de órgãos e uma Equipe Multidisciplinar, cirurgiões qualificados e estruturas como a Comissão Hospitalar de Transplantes e Organização de Procura de Órgãos.

Em 43 anos dedicados aos transplantes, o Hospital Santa Isabel conta com mais de 1500 colaboradores e dezenas de profissionais médicos, garantindo atendimento humanizado aos familiares e pacientes. Em um mundo onde a solidariedade é crucial, os transplantes de órgãos se tornam o elo entre a generosidade humana e a esperança de uma segunda chance. A doação de órgãos não apenas possibilita a recuperação da saúde, mas uma oportunidade de romper as limitações ocasionadas pelas doenças.

Quando acontece a doação

A doação pode acontecer de duas formas: mediante autorização familiar de um paciente que teve a morte encefálica diagnosticada ou a doação entre pacientes vivos. Neste segundo caso, o procedimento só é permitido com parentesco até quarto grau ou cônjuge do receptor. Nos casos de não parentesco, apenas com autorização judicial. A doação de órgãos é uma oportunidade de salvar vidas, já que um doador pode beneficiar várias pessoas, dando aos pacientes da fila de espera uma nova chance de sobrevivência.

Histórico do HSI

O serviço de transplantes de órgãos no Hospital Santa Isabel começou a ser desenvolvido em 1980, quando equipes de Nefrologia e Urologia realizaram o primeiro transplante de rim. Em 2000, foram realizados os primeiros procedimentos de córnea e coração e, em 2002, de fígado. No ano de 2005, o Hospital Santa Isabel realizou o primeiro transplante de pâncreas e pâncreas-rim conjugado. Em 2016, a instituição foi reconhecida como hospital que realizou o maior número de transplantes de fígado no Brasil. Em 2017, a instituição foi eleita o melhor Hospital Transplantador de Santa Catarina. Em 2019, recebeu o mérito de hospital com o melhor resultado em transplantes de órgãos do estado.
Segundo dados da SC Transplantes, o Hospital Santa Isabel é uma das instituições com o maior índice de dação de múltiplos órgãos no estado em 2023 até junho. É também o hospital do Vale do Itajaí que mais notifica.

Capacitação garante humanização

A Comissão Hospitalar de Transplantes, CHT, do Hospital Santa Isabel, possui capacitação para oferecer a possibilidade de doação de órgãos para o familiar quando algum paciente vem à óbito por morte cerebral. Todos os profissionais da CHT fazem o Curso de Más Notícias, disponibilizado pela SC Transplantes. Os enfermeiros buscam conhecimento e desenvolvimento contínuo, com objetivo de aprimorar o trabalho e realizar o melhor acolhimento para estas famílias que perdem seu ente querido.

Ambulatório de Transplantes

No Hospital Santa Isabel, o Ambulatório de Transplantes atende dezenas de pacientes diariamente, que vêm até a instituição para consultas pré e pós-transplante. Os pacientes contam com acompanhamento de uma Equipe Multiprofissional, formada por psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, além da equipe assistencial e de administração e apoio. O trabalho é baseado no acolhimento, avaliação, preparo e enfrentamento emocional desde quando o paciente entra na fila de transplante, até o dia em que recebe alta hospitalar, e continua durante o pós-transplante de acordo com a necessidade.

Fonte: Hospital Santa Isabel Blumenau/Por Gabriel Silva

Notícias relacionadas