Especiais

O amor por criar e cuidar de seus animais

Pomerodense possui criação de Gerbil (Esquilo da Mongólia) e criou um perfil na rede social para seus bichinhos

20 de dezembro de 2020

Ter um pet em casa, além de ter uma boa companhia para passar o dia ou momentos da vida, também requer alguns cuidados específicos. A pomerodense Tainá Alana Kamke sempre foi uma amante dos bichinhos, porém, procura criar animais que não são tão comuns.

continua após a publicidade

Um exemplo disto é a criação de Gerbil, conhecido também como Esquilo da Mongólia, que são roedores da família Muridae, a mesma dos ratos. Estes pequenos roedores são originários de regiões desérticas e, por esse motivo, a ingestão de água é mínima e consequentemente a sua urina bem concentrada possuindo forte odor.

Simpáticos e muito curiosos, estão dentre os pequenos roedores mais interativos e de fácil manuseio. Eles adoram carinho e brincar, mas é necessário ter muito cuidado. Tainá, então, que já teve uma criação de hamsters, procurou saber mais sobre os Esquilos da Mongólia e resolveu ter a primeira para criar, a fêmea Flufly. No fim do ano passado, ela ganhou mais um de presente, o Duka. Porém, no começo, não sabia se o seu novo “amiguinho” era macho ou fêmea, e então, resolveu deixar o Gerbil junto com a outra, no mesmo espaço. E, para a surpresa de Tainá, filhotinhos nasceram, deixando a pomerodense surpresa.

continua após a publicidade

 

“Minha primeira criação foi por um acaso, pois achei que eram duas fêmeas e fui deixando juntos, já que não podem viver sozinhos também, por isso comprei um amigo e fiz quatro criações de esquilo”, relata.

Agora, Tainá cuida da nova família dos roedores, que além da Flufly e Duka, conta com os filhotinhos Brownie e Biscoito, que são fêmea e macho, respectivamente. E, para mostrar um pouco mais de como é feita a criação dos seus Esquilos da Mongólia, ela e seu namorado resolveram criar um perfil no Instagram (@esquilos_fofos) destinado aos seus pets.

“Eu acho essa parte da rede social muito boa, pois podemos conhecer outros animais com isso também, ou ser reconhecido. Até mesmo colocar dicas, como eu faço, de alimentação natural e a convivência deles juntos”, explica Tainá.

Além dos Esquilos da Mongólia, a pomerodense cria coelhos, ratos twisters, topolino e outros animais. 

“Amo ter contato com todos os animais, trabalho com animais, chego em casa e tenho os meus para cuidar e tratar também. Não tenho como descrever o amor que eu sinto! Pois é a minha paixão, são meus xodós, faço de tudo para eles estarem bem”, finaliza. 

 

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade