Eleições

Gilson Marques anuncia pré-candidatura à reeleição

Decisão foi tomada no fim da semana passada e, com isso, o atual deputado federal buscará manter o cargo

8 de junho de 2022

Foto: Arquivo Jornal de Pomerode

O deputado federal Gilson Marques anunciou que nas eleições 2022 irá buscar a reeleição. A sua pré-candidatura foi confirmada ao Jornal de Pomerode no início desta semana. De acordo com Marques, a decisão foi tomada em conjunto com o partido na sexta-feira, dia 03 de junho. “Conversamos sobre as possibilidades e, apesar da vaga para o Senado, decidimos buscar a reeleição para trabalhar por mais quatro anos no legislativo federal. Acredito muito na reeleição e na possibilidade de dar continuidade ao trabalho iniciado há quatro anos”, comenta.

Marques afirma que está feliz e confiante com a decisão. “Foi a decisão correta e mais racional para o momento. Não busco, apenas, continuar representando a região, mas, também, manter meu posicionamento voltado à direita e continuar enviando os recursos de forma técnica. Quanto a isso, também é importante frisar que qualquer projeto pode ser cadastrado e, após análise, as verbas são repassadas. Precisamos de projetos efetivos e qualificados. É o nosso dinheiro que precisa ser bem investido”, reforça.

O legislador também comenta sobre a importância de escolher bem em quem votar. “Muitos se focam na votação para presidente, mas esquecem que quem, na verdade, executa é o Legislativo. Portanto, é importante não cair nessa armadilha. Grande parte do orçamento é definido em votação na Câmara. Escolher bem seu candidato também vai ao encontro de seus princípios e não é uma decisão a ser tomada sem reflexão”, afirma.

Sobre o trabalho realizado na Câmara de Deputados nos últimos anos, Marques faz uma análise. “Não se trata da quantidade de projetos apresentados, pois cada projeto é uma nova norma. Precisamos facilitar a vida do brasileiro e, quando há uma proposta a ser votada, sempre faço as mesmas perguntas: Quanto vai custar? Quem vai pagar? Quem pagou concorda? É boa para a comunidade ou para alguém? O trabalho vai muito além do que aparenta ser e, mesmo em época de pré-candidatura, estou presente em todas as sessões, enquanto muitos já pensam apenas na eleição”, comenta.

Sobre o Fundo Partidário e campanha, o parlamentar é certeiro: não irá fazer uso do dinheiro público. “Em época de campanha, ou mesmo agora, neste período de pré-candidatura, muitos já se preocupam em fazer promessas, que nem se sua competência são. Para isso, tenho uma frase: ‘quando as pessoas pedem o impossível, somente os mentirosos podem prometer’. Quanto ao Fundão, além de ser totalmente contrário, eu faço um apelo e um questionamento: se você é contra, por que vota em quem o utiliza?”, finaliza.

Os registros de todas as candidaturas devem ser solicitados até o dia 15 de agosto e, a partir de então começa a caminhada eleitoral de forma oficial, através de campanha e propaganda.

Notícias relacionadas

Mais Lidas