Estado

Em dois meses, Arcanjo 04 com UTI móvel, realiza 44 atendimentos em Santa Catarina

Objetivo é que o tempo de resposta nos atendimentos seja mais curto para aumentar as chances de salvar vidas

13 de junho de 2024

Foto: Ricardo Wolffenbuttel / SECOM

Desde o início de suas operações em meados de abril, o Arcanjo 04, aeronave do Governo do Estado com base em Joaçaba, já realizou 44 atendimentos.

Equipado com uma UTI móvel e profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em parceria com o Corpo de Bombeiros, o avião está reduzindo significativamente os vazios assistenciais na região do Meio e Extremo Oeste catarinense, além de viabilizar atendimentos no Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

“Os primeiros dados dos atendimentos do Arcanjo 04 mostram a importância dessa aeronave tanto no Meio-Oeste, quanto no Grande Oeste e Planalto Serrano de Santa Catarina. É essencial ter esse serviço na região, especialmente pela rapidez no tempo de resposta entre a ocorrência e a chegada do atendimento de saúde. A determinação do governador Jorginho Mello é focar na qualidade do atendimento, humanizando o serviço e proporcionando mais conforto tanto para os pacientes quanto para seus familiares, minimizando o sofrimento durante os momentos críticos de socorro”, disse o secretário de estado da Saúde, Diogo Demarchi.

O objetivo é que o tempo de resposta nos atendimentos seja mais curto para aumentar as chances de salvar vidas, pois o transporte aéreo oferece vantagens ao percorrer grandes distâncias em muito menos tempo, se comparado a outros meios.

Com ampla cobertura aeromédica em Santa Catarina, o serviço realiza um atendimento rápido, seguro e de qualidade para os pacientes.

“É um grande reforço para a região. Agora não é mais preciso a aeronave sair de Florianópolis para atender o Oeste. Estamos encurtando as distâncias, trazendo os serviços de saúde para perto de quem precisa”, destaca Marcos Fonseca, superintendente de Urgência e Emergência da SES.

O serviço é realizado pela equipe do aeromédico do Samu, em parceria com o Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (BOA/CBMSC).

Fonte: Agência de Notícias/Secom

Notícias relacionadas