Coluna do Mani

Visita no JP

A redação do Jornal de Pomerode recebeu a visita de Rafael Penzenti, atual chefe de gabinte do Deputado Rogério Peninha (MDB/SC). O ex-vereador da cidade, Marcos Dallmann, também esteve junto na conversa. continua após a publicidade Penzenti, que é pré-candidato a deputado federal, nas eleições de 2022, falou sobre as suas…

29 de outubro de 2021

A redação do Jornal de Pomerode recebeu a visita de Rafael Penzenti, atual chefe de gabinte do Deputado Rogério Peninha (MDB/SC). O ex-vereador da cidade, Marcos Dallmann, também esteve junto na conversa. 

continua após a publicidade

Penzenti, que é pré-candidato a deputado federal, nas eleições de 2022, falou sobre as suas perspectivas para o ano que vem em conseguir uma vaga na Câmara dos Deputados, na capital nacional. Recentemente, um dos projetos de Peninha e de sua equipe, que trata sobre as Áreas de Proteção Permanente (APP’s), foi aprovado na Câmara e no Senado e altera regras para construções já existentes.

 

continua após a publicidade

Em queda

A taxa de desocupação fechou o trimestre móvel encerrado em agosto em 13,2%, queda de 1,4 ponto percentual, na comparação com o trimestre terminado em maio, quando o desemprego ficou em 14,6% da população. Na comparação anual, o recuo chegou a 1,3 ponto percentual em relação a agosto de 2020 (14,4%). Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua Mensal, divulgados na quarta-feira, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a pesquisa, a população desocupada caiu 7,7%, ficando em 13,7 milhões de pessoas, na comparação com o trimestre terminado em maio de 2021, e ficou estável na comparação anual. Já a população ocupada cresceu 4%, alcançando 90,2 milhões de pessoas na comparação trimestral. Em relação a agosto do ano passado, o aumento foi 10,4%, ou mais 8,5 milhões de pessoas.

O IBGE aponta que o percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar, o chamado nível da ocupação, foi estimado em 50,9%, o que representa aumento de dois pontos percentuais, no trimestre, e 4,1 pontos percentuais, no ano.

A taxa de subutilização caiu 1,9 ponto percentual, no trimestre, e 3,2 pontos percentuais, na comparação anual, ficando em 27,4%. São 31,1 milhões de pessoas subutilizadas, o que representa queda de 5,5%, na comparação trimestral, e de 6,6%, no ano. Por outro lado, a população subocupada por insuficiência de horas trabalhadas cresceu 4,7%, no trimestre, e subiu 29,2%, no ano.

 

Mudanças

A carteira de identidade em Santa Catarina passa adotar um novo modelo, a partir do dia 08 novembro. O número do registro geral (RG) será o mesmo do CPF. Quem já tiver o RG, o número continua valendo, mas quem for emitir a primeira via, já não vai contar com um número separado do RG.

No Brasil, cada unidade da federação pode emitir o número de sua identidade. Isso significa que uma pessoa pode ter 27 números diferentes de RG.
Com a unificação do RG com o número do CPF, especialistas acreditam que fica mais fácil evitar fraudes, uma vez que a tecnologia une a biometria, que é única, com um número de identificação nacional, que no caso seria o CPF.

O perito do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP), Giovani Eduardo Adriano, acredita que o documento unificado será mais confiável.
“É um documento mais confiável, um documento menos suscetível a fraudes. Só no vazamento de informações, nos últimos meses da Receita Federal com o banco de dados do IGP aqui de Santa Catarina, nós conseguimos derrubar mais de 160 mil CPFs que poderiam ser duplicados ou ser utilizados para fraudes”.

A unificação, pioneira no Brasil, começou a ganhar forma a partir de 2019, quando um convênio permitiu acesso do IGP ao banco de dados da Receita Federal e a Receita acesso ao banco de dados do estado de Santa Catarina.

Outros estados, como Paraná e Rio Grande do Sul, também caminham para adotar um único número de identificação.

 

Vacinação no Estado

O Estado de Santa Catarina ultrapassou a marca de 90% da população com 12 anos ou mais vacinada, com a primeira dose contra a Covid-19, no último domingo, dia 24. O Vacinômetro SC apontou que 5.524.614 pessoas receberam a primeira dose, 3.849.158 foram vacinadas com a D2, 257.149 com a dose única, 209.718 idosos e trabalhadores de saúde receberam a dose de reforço e 10.896 imunossuprimidos com a dose adicional.

Em relação à população total, incluindo os que têm menos de 12 anos, significa que 76% de todos os catarinenses já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A evolução também é percebida no total da população vacinável completamente imunizada, que ultrapassou os 67% com o esquema vacinal completo (com a segunda dose ou dose única), chegando a 4.106.307. O sistema do vacinômetro é alimentado pelos municípios. Até o momento, 99,5% dos idosos com 60 anos ou mais completou o esquema vacinal com duas doses ou dose única; adultos, com idade entre 40 e 59 anos, a cobertura está em 87%; e a população com idade entre 18 e 39 anos está com 52% do seu esquema vacinal completo.

 

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade