Economia

Pomerode é o município brasileiro com menor impacto do Auxílio Brasil em seu PIB, aponta estudo

Na prática, isso representa que a economia é melhor distribuída e, portanto, há menos famílias que necessitam do benefício

28 de julho de 2022

Foto: Arquivo Jornal de Pomerode

Pomerode é a cidade brasileira que tem o Produto Interno Bruto menos impactado pelo Auxílio Brasil. É o que aponta uma projeção elaborada por um professor titular de economia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da P³ Inteligência, que analisou o impacto do benefício no PIB das cidades brasileiras.

continua após a publicidade

Segundo o professor Ecio Costa, que fez a projeção, este impacto pode passar de 30% nas cidades. Na prática, isso significa que, quanto melhor distribuída a economia de um município, menos famílias em situação de vulnerabilidade ele tem e, portanto, diminui a quantidade delas que precisam do benefício social. Assim, menor é o impacto deste recurso no PIB.

Nesta lista, Pomerode foi destaque como o município brasileiro com menos impacto do Auxílio Brasil em seu PIB.

continua após a publicidade

Na sequência, aparecem Nova Roma do Sul, Carlos Barbosa, Fagundes Varela, Aratiba, Picada Café, Três Arroios, Westfália (todos no RS), Iracemápolis (SP) e Vila Flores (RS).

Entre os 100 municípios com os menores impactos do benefício (entre 0,01% e 0,1% do PIB), 81 são na região Sul – 54 no Rio Grande do Sul, 26 em Santa Catarina e um no Paraná. Os demais estão no Sudeste (17), Centro-Oeste (1) e Nordeste (1).

Dos 10 municípios com o maior impacto do benefício no PIB, sete estão no Maranhão. Entre as 100 cidades com maior impacto do benefício nas economias municipais, 96 estão no Nordeste, três no Norte e uma no Sudeste.

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade