Coluna do Mani

Novo empreendimento – Coluna do Mani (03/02)

Confira os destaques da Coluna do Mani desta sexta-feira, 03

3 de fevereiro de 2023

Foto: Mani Goede / Jornal de Pomerode

A Casa Alta Incorporadora, fez o lançamento, nesta semana, do Harmony, novo empreendimento que em breve dará as caras, em Pomerode! De acordo com a incorporadora, o Harmony apresenta um conceito contemporâneo de “duplex invertido”, em um projeto que favorece o convívio harmonioso, tranquilo e silencioso entre os moradores.

Quero aqui, neste espaço, parabenizar os amigos e amigas, Adilson Altrão, Silvana Cardoso, Elton Fedalta, Renata Altrão e a todos da Casa Alta Incorporadora, que estão trazendo mais esta novidade para a nossa cidade. Sucesso e um grande abraço a todos!

 

Aviso importante!

Nenhum administrador do grupo do Jornal de Pomerode entra em contato com os participantes.

Uma tentativa de golpe está sendo realizada, através de um número falso, com DDD 81, e as medidas cabíveis já estão sendo tomadas.

Se você receber uma mensagem de contato, atente-se a alguns detalhes como:

– Verifique o DDD;
– Verifique se este número é mesmo administrador do grupo;
– Ao perceber a tentativa de golpe, denuncie o número;

Qualquer dúvida, entre em contato conosco.

 

Novo golpe!

Um novo golpe cibernético foi descoberto e divulgado nesta terça-feira, 31 de janeiro, pela Kaspersky Lab, uma empresa tecnológica russa especializada na produção de softwares de segurança à Internet.

A nova modalidade deste tipo de fraude, desenvolvida por cibercriminosos brasileiros, inclui o bloqueio de transações por aproximação – incluindo cartões, celulares e smartwatches – e exibe uma mensagem na máquina: “ERRO APROXIMAÇÃO INSIRA O CARTÃO”.

Com isso, o usuário é forçado a realizar o pagamento inserindo o cartão e digitando a senha. Ao colocar o cartão, uma transação legítima é aprovada pela máquina, porém, com as informações roubadas pelo malware, uma “transação fantasma” acontece sem o conhecimento do usuário ou do estabelecimento – que teve os dispositivos de pagamento infectados sem saber.

Os valores roubados são destinados a outra máquina de cartões registrada por empresas falsas criadas pelos cibercriminosos, para captar os valores desse golpe.

A recomendação é desconfiar caso apareça a mensagem de bloqueio de transação por aproximação. O usuário pode insistir para que a transação seja realizada e, caso a mesma mensagem continue aparecendo, o mais seguro é optar por outras formas de pagamento.

Para os estabelecimentos, a Kaspersky Lab recomenda que os dispositivos estejam sempre atualizados, com a atualização mais recente do sistema operacional utilizado. Além disso, é importante investir em soluções de segurança, com várias camadas de proteção.

Com informações: Olhar Digital

 

Prevenção

Há 10 anos, numa noite de 27 de janeiro em Santa Maria (RS), um incêndio na Boate Kiss matou 242 pessoas e deixou 636 feridos. A tragédia, que chocou o país e o mundo, levantou uma série de questões sobre o quanto os estabelecimentos estavam preparados para esse tipo de ocorrência. Em Santa Catarina, mudanças na legislação ocorreram, endurecendo normas de segurança e dando aos Bombeiros Militares o poder de fiscalização.

Após a tragédia, em 2013, um projeto de lei começou a tramitar na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), regulamentando o poder de polícia administrativa ao Corpo de Bombeiros Militar. A mudança já era prevista na Constituição Estadual de 1989, mas dependia de regulamentação para ser efetivada. Mas só em novembro, após um incêndio químico num armazém em São Francisco do Sul, a lei foi aprovada no plenário.

A lei estadual 16.157/13 foi regulamentada pelo decreto 1.957/13 (substituído em 2022 pelo decreto 1908/22). Com essa alteração, o CBMSC passou a ter o poder de polícia administrativa, obtendo a capacidade de embargar ou interditar imóveis, aplicar advertências e multas para as edificações que se encontrem em situação irregular nos quesitos de Segurança Contra Incêndio e Pânico. Houve também a proibição de queima de fogos de artifício em ambientes fechados.

De 2013 até 2023, a corporação, com o poder de polícia administrativa para os casos necessários, somou as seguintes ocorrências:

Multas: 1.7543
Advertências: 2.904
Cassações: 144
Embargos: 1.184
Interdições: 528
Processo Administrativo Infracional: 22.303.

Notícias relacionadas