Quarta-Feira, 23 de Setembro de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Prefeito de Itajaí anuncia intenção de tratar pacientes com Covid-19, com aplicação de ozônio por via retal

O anúncio causou polêmica, já que o método não tem eficácia cientificamente comprovada

3c35f9b7e20f4f33e015067449ef761f.jpg Foto: Reprodução / Prefeitura de Itajaí

Na noite desta segunda-feira, 03 de agosto, o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, anunciou em uma transmissão ao vivo a intenção de adotar como tratamento para a Covid-19 a aplicação de ozônio por via retal. O método seria utilizado em pacientes que tivessem o diagnóstico positivo para a doença. O anúncio causou polêmica, já que o método não tem eficácia cientificamente comprovada, contra o novo coronavírus.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/4816b628a0b14735c6eae31e533c28c6.gif

 

"É uma aplicação simples, rápida, de dois ou três minutinhos por dia, provavelmente vai ser uma aplicação via retal. É uma aplicação tranquilíssima, rapidíssima de dois minutos com cateter fino, e isso dá uma resultado excelente", disse Morastoni, que também é médico pediatra e homeopata.

De acordo com o prefeito, durante a transmissão ao vivo nas redes sociais oficiais da Prefeitura, o paciente deveria fazer o tratamento durante 10 dias seguidos, com 10 sessões de ozônio. “Isso ajuda muitíssimo, provavelmente, os casos de coronavírus positivo", completou Morastoni.

A ozonioterapia é uma técnica antiga, porém, ainda considerada experimental pelo Conselho Federal de Medicina. Ela consiste no uso de uma mistura de ozônio e oxigênio para aumentar o fluxo sanguíneo. Não há evidências científicas que permitam seu uso médico no Brasil, de acordo com o conselho.