Quinta-Feira, 13 de Maio de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Atualização: Polícia confirma a morte de três crianças e duas professoras em Saudades

Autor do atentado foi levado em estado grave para o hospital após cortar o próprio pescoço

c1fabb4af5491773e4aa2556420ca1df.jpg Foto: Rodrigo Kroth

O delegado de Polícia Jerônimo Marçal Ferreira prestou novas informações sobre o atentado desta terça-feira (4) numa creche em Saudades, no Oeste do estado. Três pessoas morreram na escola e duas em hospitais da região. Ele confirmou a morte de três crianças, todas menores de 2 anos de idade e de duas professoras.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/590ba0e0c707d8dd9fc3b49b5975c7c0.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/4c04934a785976b42982ed4625198f86.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/d07378fd93690192433d1f7791800f9e.jpg

 

Uma das professoras chegou a ser levada em estado grave para o Hospital Regional do Oeste em Chapecó, onde morreu logo depois. Posteriormente foi informado que se trata de uma agente educativa, de iniciais M. D. C..

Uma das crianças também chegou a ser socorrida com vida, mas morreu no hospital de Saudades. Outra criança também foi ferida, mas não foi grave, segundo o delegado.

O rapaz tem 18 anos de idade e não tinha histórico policial. Ele morava em Saudades e inicialmente não tinha ligação nenhuma com as vítimas. De acordo com o delegado, o rapaz chegou perto das 10h, de bicicleta, armado com uma lâmina, parecida com uma adaga.

Primeiro ele atacou uma professora, de iniciais K.A., que estava logo após a entrada da creche. Ela tentou correr para dentro de uma sala onde estavam as crianças e foi a primeira a ser morta. Depois de matar a professora, ele atacou as quatro crianças que estavam na sala e uma agente de saúde que também estava dentro do local trabalhando. Duas meninas e um menino foram mortos. A criança que sobreviveu é um menino.

Aproximadamente 30 crianças estavam na creche no momento. As professoras trancaram as portas para proteger as crianças.

O autor do crime ainda tentou tirar a própria a vida, tentando cortar o seu próprio pescoço, tórax e abdômen. Ele está em estado grave no hospital de Pinhalzinho. A Polícia Militar está na unidade de saúde vigiando o autor.

Com informações do OCP News