Polícia

Menina sofre abuso sexual e é degolada em SC; padrasto é suspeito do crime

Fato ocorreu em Itajaí e o suspeito foi morto em um confronto com a Guarda Municipal

31 de maio de 2022

Foto: Raphael Carrasco/Arquivo JP

Na noite desta segunda-feira, 30 de maio, um crime ocorrido em Itajaí chocou todo o estado. Uma menina de apenas sete anos foi violentada sexualmente e depois degolada. O padrasto é suspeito do crime, pois não estaria aceitando o fim do relacionamento com a mãe da vítima, uma mulher de 39 anos.

continua após a publicidade

O homem, de 41 anos, seria um servidor público municipal e foi morto em um confronto com a Guarda Municipal de Itajaí. A criança chegou a ser socorrida e levada até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos. Ainda no hospital, a violência sexual contra ela foi confirmada.

De acordo com informações da Polícia Militar de SC, ao portal ND+, o crime bárbaro ocorreu no bairro Espinheiros. O padrasto da criança teria utilizado uma faca de açougueiro.

continua após a publicidade

Logo depois do abuso e de ter matado a enteada, ele teria fugido para uma área de mata. A Guarda Municipal de Itajaí (GMI) conseguiu localizá-lo e ele entrou em confronto com as forças de segurança, mas acabou morto neste embate.

Conforme dito, as primeiras informações são de que o crime teria sido uma vingança, por não aceitar o término do relacionamento com a mãe da menina. Ainda, o homem teria cortado os dedos do outro filho da ex-companheira.

Também de acordo com o que informou a Polícia à ND, o homem possuía registros de ocorrência contra o pai das crianças vítimas de seu crime, por ameaça, datados de 2017. Dois anos depois, ele passou a responder uma ação por ter tirado uma foto com a menina sem roupa em seu colo.

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade