Coluna do Mani

Lançamento da Schornstein

A cervejaria Schornstein já começou as vendas da Schornstein Oktoberfest Edição 2021. E a receita, inspirada em um dos estilos mais tradicionais da festa Alemã. Uma puro malte com os sabores e aromas do malte enaltecidos, remetendo a notas de pão e de sua casca, leve tostado, amargor pronunciado, final…

8 de outubro de 2021

A cervejaria Schornstein já começou as vendas da Schornstein Oktoberfest Edição 2021. E a receita, inspirada em um dos estilos mais tradicionais da festa Alemã. Uma puro malte com os sabores e aromas do malte enaltecidos, remetendo a notas de pão e de sua casca, leve tostado, amargor pronunciado, final seco e com teor alcoólico de 5,3%. A cerveja está disponível em garrafas de 355ml e 500ml e pode ser adquirida em pontos físicos espalhados pelo Brasil e no e-commerce da CBCA (Companhia Brasileira de Cerveja Artesanal) – lojacbca.com.br. No site, a cerveja é vendida em unidade de garrafa de 500ml ou em um kit com três garrafas de 355ml e um caneco de vidro exclusivo da Schornstein Oktoberfest Edição 2021.

continua após a publicidade

 

Saques da poupança

continua após a publicidade

A alta da inflação e a proximidade do fim do auxílio emergencial fizeram a aplicação financeira mais tradicional dos brasileiros registrar o segundo mês seguido de retiradas. Em setembro, os brasileiros sacaram R$ 7,72 bilhões a mais do que depositaram na caderneta de poupança, informou o Banco Central (BC).   Essa foi a maior retirada líquida registrada para meses de setembro desde o início da série histórica, em 1995. Na comparação mês a mês, a retirada foi a maior desde janeiro deste ano, quando os saques tinham superado os depósitos em R$ 18,15 bilhões. Com o desempenho de setembro, a poupança acumula retirada líquida de R$ 23,35 bilhões nos nove primeiros meses do ano. Essa é a maior retirada acumulada para o período desde 2016, quando os saques tinham superado os depósitos em R$ 50,54 bilhões.

 

Doses para reforço nos trabalhadores da saúde

Santa Catarina começou na quarta-feira, 06 de outubro, mais uma etapa da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 no estado, com o envio da primeira remessa de vacinas para a dose de reforço nos trabalhadores da saúde. A aplicação nestes profissionais foi autorizada pelo Ministério da Saúde (MS), considerando a possibilidade de amplificação da resposta imune e adequação do esquema vacinal devido a maior exposição deste grupo à doença.

O diretor da Dive, João Augusto Brancher Fuck, explica que o reforço nos profissionais da saúde seguirá os mesmos critérios da vacinação de reforço dos idosos, sendo aplicada dentro dos prazos de esquema vacinal, para os que que atuam em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde (estabelecimentos de serviços de saúde, a exemplo de hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias e outros locais).

Para o início da imunização, os municípios catarinenses receberam 85.314 doses da vacina Pfizer. Além das doses dos trabalhadores da saúde, o Estado também distribuiu outras 377.515 doses da vacina contra a Covid-19 para aplicação da segunda dose (D2), dentro dos intervalos preconizados pelos fabricantes.

 

Limite do Pix

Dede a última segunda-feira, 04 de outubro, as transferências e pagamentos feitos por pessoas físicas, entre as 20h e as 6h, têm limite de R$ 1 mil. A medida foi aprovada pelo Banco Central (BC) em setembro, com o objetivo de coibir os casos de fraudes, sequestros e roubos noturnos. As contas de pessoas jurídicas não foram afetadas pelas novas regras. A restrição vale tanto para transações por Pix, sistema de pagamento instantâneo, quanto para outros meios de pagamento, como transferências intrabancárias, via Transferência Eletrônica Disponível (TED) e Documento de Ordem de Crédito (DOC), pagamentos de boletos e compras com cartões de débitos. O cliente poderá alterar os limites das transações por meio dos canais de atendimento eletrônico das instituições financeiras. No entanto, os aumentos serão efetivados de 24 horas a 48 horas após o pedido, em vez de ser concedidos instantaneamente, como era feito por alguns bancos.

 

 

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade