Trânsito

Início da Operação de Fiscalização Eletrônica é adiado, em Pomerode

Fiscalização seria iniciada nesta segunda-feira, 11 de dezembro

10 de dezembro de 2023

Foto: Raphael Carrasco / JP

O início da fiscalização eletrônica, que estava marcado para começar a 0h01min  desta segunda-feira, 11 de dezembro, foi adiado por tempo indeterminado, deixando em suspenso o controle de velocidade nas vias da cidade.

Apesar da ausência de multas, as autoridades alertam para a importância da conscientização dos condutores.

“É crucial que mantenhamos a velocidade padronizada de 50km/h em toda a cidade, mesmo durante esse período de transição. A sinalização será readequada, mas a segurança no trânsito depende de todos nós”, destaca o vice-prefeito de Pomerode, Chico Hass.

Segundo Hass, a empresa responsável pela fiscalização foi questionada pelo Executivo quanto a outras formas de sinalização que possam ser implementadas para garantir a melhor indicação da fiscalização aos condutores.

“Embora a pintura nas vias já tenha sido realizada, há questões pendentes sobre a efetividade das medidas”, completa.

Os pontos onde houve a instalação dos equipamentos de fiscalização são: Avenida 21 de Janeiro, próximo ao Pavilhão de Eventos e no cruzamento com a Karl Guenther; na rua Testo Alto; na rua XV de Novembro (nas proximidades da creche Ruth Koch) e nos semáforos da cidade.

A data definitiva para o início da fiscalização eletrônica ainda não foi estabelecida, mas é importante frisar a necessidade da observância das regras de trânsito, mesmo durante esse período de transição, visando a segurança de todos os cidadãos.

Moção de repúdio

Na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Pomerode, realizada na terça-feira, 05 de dezembro, o presidente da Câmara, Marco Desessards, e os demais vereadores Cleide Kamchen, Cleyton Utech, Geliandro Ribeiro, Jean Nicoletto, Lidio Brych, Luís Carlos Xavier, Marcio Scheidemantel e Sirio Jandre apresentaram a Moção de Repúdio nº 6/2023, em desacordo com a “não instalação” dos visores de velocidade/display nos controladores de velocidade/radares, recentemente instalados na cidade, por processo licitatório.

A moção foi assinada por todos os vereadores da Legislatura atual.

Os parlamentares frisaram, no documento, que “a não instalação destes equipamentos irá geras multas inadequadas aos cidadãos, uma vez que os visores servem de alerta e indicação do controlador de velocidade durante a condução dos veículos na cidade”.

Notícias relacionadas