Vale do Itajaí

Homem que assassinou ex-namorada, líder comunitária em Blumenau, é condenado pelo Júri

O crime teria sido motivado pelo sentimento de posse que o homem tinha sobre a vítima e o fato de não aceitar o fim do relacionamento

14 de setembro de 2023

Foto: site envato

O Tribunal do Júri da comarca de Blumenau condenou um homem a 18 anos e seis meses de reclusão, em regime fechado, pelo assassinato da ex-namorada, respeitada líder comunitária no bairro Nova Esperança. O crime ocorreu no início da tarde do dia 16 de outubro de 2019 e o corpo da vítima foi encontrado pelas filhas, trancado a chaves, na casa em que morava.

O Conselho de Sentença, em sessão realizada nesta quarta-feira (13/9), reconheceu que o réu praticou o crime por motivo torpe, uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio.

Conforme denúncia do Ministério Público, o homem conduziu o seu carro até a residência da ex-namorada, com quem teve um breve relacionamento de quatro meses, e ingressou no imóvel. Imagens de câmeras de segurança localizadas no local flagraram o homem quando entrava e saia da residência da vítima no dia do crime.

Munido com instrumento perfurocortante, segundo a denúncia, ele desferiu diversos golpes no pescoço, tórax, ombro e mãos da vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O crime teria sido motivado pelo sentimento de posse que o homem tinha sobre a vítima e o fato de não aceitar o fim do relacionamento. Horas após o crime, a autoridade policial identificou a passagem do seu veículo pela cidade de Laranjeiras do Sul/PR.

A sessão do Tribunal do Júri, que teve início às 9h e encerrou por volta das 19h, foi presidida pelo juízo da 1ª Vara Criminal da comarca de Blumenau. Por conta da pena imposta, foi determinada a imediata expedição de mandado de prisão para resgate na pena. A sentença é passível de recurso.

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI

Notícias relacionadas