Mundo

Vulcão no leste do Congo entra em erupção

O Nyiragongo entrou em erupção pela última vez em 2002, matando 250 pessoas

22 de maio de 2021

O monte Nyiragongo, no leste da República Democrática do Congo, um dos vulcões mais ativos do mundo, entrou em erupção no sábado, 22, fazendo com que os residentes da cidade vizinha ao monte, Goma, fugissem em pânico. No entanto, um vulcanologista disse que a cidade não parecia estar em perigo.

continua após a publicidade

As pessoas pegaram colchões e outros pertences e fugiram em direção à fronteira com a vizinha Ruanda, enquanto um brilho vermelho enchia o céu acima da cidade. Não havia luz em grande parte da cidade e as linhas telefônicas estavam ocupadas, disseram repórteres da Reuters.

Dario Tedesco, um vulcanologista baseado na cidade de cerca de 2 milhões de habitantes, à beira do lago, disse à Reuters que Goma não parecia estar em risco, e a lava parecia estar fluindo para o leste na direção da fronteira com Ruanda. Tedesco havia dito antes que achava que a lava poderia atingir Goma.

continua após a publicidade

Uma fonte das Nações Unidas disse que um vôo de reconhecimento, feito por um helicóptero da ONU, parecia mostrar que a lava não estava fluindo em direção a Goma ou a quaisquer centros populacionais importantes. O Nyiragongo entrou em erupção pela última vez em 2002, matando 250 pessoas e deixando 120.000 desabrigadas, depois que a lava atingiu Goma.

“Peço à população que mantenha a calma e siga as instruções do coordenador provincial de proteção civil e as instruções da polícia e das forças armadas”, disse o governador militar da província de Kivu do Norte, Constant Ndima, a jornalistas.

O porta-voz do governo do Congo, Patrick Muyaya, tuitou as fotos de uma reunião de emergência em Kinshasa, a capital, liderada pelo primeiro-ministro e disse que as autoridades estão monitorando de perto a situação.

O INSO, que coordena a segurança de organizações não governamentais, disse em nota que a lava cortou uma estrada principal que vai de Goma ao norte.
Os observadores de vulcões temem que a atividade vulcânica observada nos últimos cinco anos em Nyiragongo seja semelhante à dos anos anteriores às erupções de 1977 e 2002.

Vulcanologistas do Observatório do Vulcão Goma, que monitora Nyiragongo, têm lutado para fazer verificações básicas regularmente desde que o Banco Mundial cortou o financiamento em meio a alegações de peculato.

Em um boletim de 10 de maio, o observatório disse que houve aumento da atividade sísmica em Nyiragongo no início do mês.

Fonte: Reuters

 

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade