Mundo

Starship, foguete da SpaceX, explode 4 minutos após lançamento

O item foi desenvolvido pela SpaceX, empresa de Elon Musk

20 de abril de 2023

Foto: Divulgação / SpaceX/ Twitter

Considerado a nave mais poderosa já construída, a espaçonave Starship, da SpaceX, explodiu no ar quatro minutos depois da decolagem, nesta quinta-feira, 20 de abril.

O lançamento ocorreu em uma base no Texas (EUA), e era o principal objetivo dos engenheiros da empresa de Elon Musk. No entanto, após a decolagem, houve problemas na separação de estágios.

A companhia afirmou, porém, que mesmo com a explosão, houve uma importante coleta de dados a partir do primeiro teste e, por isso, considerou o resultado da experiência positivo. Isso porque, de acordo com a SpaceX, um dos principais objetivos da missão era justamente a coleta de dados, além de testar a capacidade do foguete de decolar.

Foto: Reprodução / YouTube

 

Os motivos da explosão não foram divulgados pela empresa. Quando ela ocorreu, foi vista uma grande nuvem de fumaça no céu, minutos após a decolagem da Starship.

A explosão acabou interrompendo outros processos que a empresa programou para acontecerem, como atingir a órbita da Terra.

Em seu perfil oficial no Twitter, Elon Musk parabenizou a equipe da SpaceX:


 

O Starship

Este é o nome do foguete da SpaceX, projetado com o objetivo de levar tripulantes à Lua e ao Planeta Marte. Segundo a empresa, ele é capaz de acionar 31 motores de foguete de forma simultânea.

Estes motores podem gerar o que equivale a 7 mil toneladas de empuxo, o que é considerado mais que o dobro dos foguetes Saturn V, usados pelos astronautas das missões Apollo à Lua.

O Starship tem 120 metros de altura e capacidade de transporte para até 100 pessoas. Com o foguete, o objetivo seria levar os astronautas até a superfície lunar durante a missão Artemis III, prevista para o ano de 2025.

A missão pode consolidar a SpaceX como líder na corrida espacial e conta com investimentos bilionários como o de Musk.

Notícias relacionadas