Esporte

Pomerodenses sobem ao pódio na Volta a SC de MTB

Prova ocorreu na Região dos Lagos, em Rio dos Cedros.

21 de junho de 2022

Foto: Divulgação

Entre os dias 16 e 19 de junho, a Região dos Lagos – Alto Palmeiras -, em Rio dos Cedros, foi palco da XXII Volta a SC de Mountain Bike. A competição contou pontos para o ranking catarinense e, também, nacional da modalidade.

continua após a publicidade

Ao todo, nos quatro dias de prova, foram realizadas quatro etapas, nas categorias Sport e Pró, cuja classificação final se deu pela somatória dos tempos.

A cidade esteve representada por três atletas, que vestiram as cores da Pomerode / Elemental Bike Team. O destaque vai para Vinícius Volkmann, campeão na Sport Sub 30, com o tempo de 6:25’13”. Além dele, Rafael Jandre terminou em segundo, na Sport Master B1, com 8:08’04”; e Diego Fernando Dahlke foi sétimo na Master A1, completando o percurso em 8:39’58”.

continua após a publicidade

Para o campeão da Sub 30, a palavra que melhor define a prova é perseverança. “Pedalo há quatro anos, porém, antes era por hobby. Mas agora, agora levo como uma rotina, buscando sempre o meu melhor resultado, o que me trouxe muita motivação para continuar treinando cada vez mais e buscando sempre evoluir. Nem sempre temos disposição e vontade para treinar, porém, são resultados como estes que nos fazem enxergar que sempre podemos ir além”, destaca Volkmann.

 

Vinícius Volkmann | Foto: Divulgação

 

O atleta, de 23 anos, relata o momento mais tenso, nos quatro dias. “Na terceira etapa, denominada ‘etapa rainha’, fiquei sozinho na prova, pois acabei me desconectando do primeiro pelotão. Foi um jogo psicológico muito grande, para que eu pudesse manter o ritmo e não desanimar. Mas tudo isso foi importante para a chegada no último dia da prova, quando consegui desempenhar o melhor resultado em todos dias de competição”, comenta, com orgulho.

Já para Dahlke, a Volta a SC de Mountain Bike foi uma experiência nova, pois, até então, ele nunca havia disputado uma prova por etapas. “Mas adianto: aqueles que curtem o MTB, precisam fazer uma prova dessas. Acho que quem treina para competir, sempre quer estar no pódio, afinal, treinamos por horas debaixo de sol e chuva, abdicamos de algumas coisas e seguimos à risca uma boa alimentação. Almejava um resultado melhor, porém, no fim, o balanço foi positivo. Meus concorrentes já tinham certa experiência nesse tipo de provas. Como são vários dias, você precisa saber controlar sua mente e seu corpo, e talvez ali me faltou um pouco disso. Mas poder disputar uma prova com os melhores atletas do estado, foi uma satisfação imensa”, frisa o ciclista, de 29 anos.

 

Diego Fernando Dahlke | Foto: Divulgação

 

Ele vê uma grande evolução da modalidade, em nosso município e região. “Muitas pessoas utilizam a bicicleta como meio de transporte e lazer, por uma saúde melhor. E isso só ajuda a proteger o nosso meio ambiente. É legal ver tantas pessoas aderirem ao ciclismo, pois ele faz sua vida melhorar, seu círculo de amizades aumentar, além do contato com a natureza. Isso é muito bacana”, finaliza.

 

Notícias relacionadas

Mais Lidas