Polícia

Polícias de Pomerode fazem balanço sobre resoluções de crimes

Delegado de Polícia Civil e Tenente da Polícia Militar falam sobre como foi o ano de 2022, em relação à segurança pública na cidade, com um bom índice de resolução de crimes

27 de dezembro de 2022

Foto: Arquivo JP

2022 foi um ano produtivo em questão de resolução de crimes, para a Polícia Civil e Polícia Militar de Pomerode.

O Jornal de Pomerode esteve com o Delegado de PC da cidade, Antonio Godoi, que apresentou um balanço sobre as ocorrências que foram registradas na cidade e a resolução dos mesmos, resultando em prisões.

Segundo Godoi, cerca de 90% dos crimes em Pomerode resultaram em prisões efetuadas. Outros, ocorridos no município, ainda seguem em investigação. Uma das resoluções de crime mais emblemática de 2022 foi o caso de estupro de vulnerável e compartilhamento de mídias com teor de pornografia infantil. Preso desde maio deste ano, ele foi condenado a 69 anos de reclusão pelo crime de pedofilia.Além de filmar e contracenar em cenas pornográficas com a sobrinha de apenas sete anos, ele também adquiriu, armazenou e divulgou arquivos com conteúdo pornográfico com envolvimento de outras crianças e adolescentes. O caso, que tomou proporções estaduais e até nacionais, também contribuiu em investigações de outros envolvidos no compartilhamento de pornografia infantil, em todo país.

Caso registrado em Pomerode abriu novos caminhos para investigações envolvendo pedofilia, em todo país. Foto: Arquivo JP/Tatiane Hansen

“Esse caso tomou uma proporção gigantesca. Com o que foi apreendido, foi possível fazer uma vasta investigação, que possibilitou outras Polícias Civis reconhecerem mais envolvidos nesse grande esquema de compartilhamento de mídias com pornografia infantil. Isso mostra o nosso trabalho, que após investigação, concluiu um caso de grandes proporções”, relata Godoi.

Outros casos que também são ressaltados pelo delegado são os de tráfico de drogas, com a prisão de um dos maiores fornecedores de drogas para Pomerode, que também foi pego com quantidade significativa de entorpecentes. Na semana passada, outra prisão também foi efetuada por tráfico de drogas, o que reforça a ação policial no combate à prática criminosa.

Em relação aos roubos e furtos, um dos conhecidos da polícia, especializado em furtos em estabelecimentos comerciais, também foi preso, após um mandado solicitado pela delegacia de Pomerode. Outra quadrilha, que praticava furtos em residências, também foi desmanchada, graças à investigações. Outros roubos, que estão sendo investigados, já estão em evolução, com parte dos envolvidos identificados.

Além destes destaques, Godoi frisa, também, os casos de maus tratos aos animais, na cidade. Foram sete, ao total. A Polícia Civil conta com apoio de clínicas veterinárias e do Sítio Dona Lúcia, que dão suporte aos bichinhos encontrados em situação de maus tratos.

Para 2023, Godoi ressalta que o trabalho irá continuar e agradece ao poder público por estar junto ao trabalho realizado pela PC.

“Estaremos fazendo um levantamento para a instalação de novas câmeras de segurança, na cidade. E temos planos para uma criação de uma divisão de maus tratos aos animais e uma sala lilás, para atender as vítimas de violência doméstica. Queria aqui, deixar meu agradecimento, ao poder público, Câmara de Vereadores e Prefeitura, que nos dão o suporte quando precisamos de algo, por aqui. Essa proximidade faz com que possamos manter a ordem na cidade”, finaliza.

Balanço da Militar

O JP também conversou com o Tenente do Pelotão da Polícia Militar de Pomerode, Felipe Peixoto.

Ele nos trouxe dados comparativos com o ano de 2021. Em relação aos roubos, houve nove a menos em relação ao ano passado.

Já os furtos, tiveram um pequeno aumento, sendo 54 em 2021 e 67 em 2022. Porém, de acordo com o Tenente, o trabalho em conjunto com a Polícia Civil e também a contribuição da comunidade e poder público, foi possível ter mais resolução desses crimes, resultando na prisão dos envolvidos. Outros números que também apresentaram diminuição foram os de roubos, acidentes de trânsito com ou sem vítimas, posse e tráfico de drogas. Esse saldo positivo é fruto de um policiamento ostensivo feito através de barreiras e rondas policiais, durante todos os dias.

Operações e barreiras policiais resultaram na apreensão de drogas e cumprimento de mandados de prisão, em Pomerode. Foto: Arquivo JP.

Peixoto também destaca que houve um aumento significativo em relação aos mandados de prisão, na cidade. Neste ano, foram cumpridos, de janeiro a dezembro de 2022, 31 mandados judicias, um aumento de 400% se compararmos com 2021.

“Estou há um ano na cidade e uma das nossas metas era aumentar os mandados de prisão, em Pomerode. O que me chamou a atenção é que tivemos, nestes mandados, vários em relação à pedofilia, alguns inclusive, cometidos em outras cidades do país. Esse aumento mostra que as guarnições e os profissionais estão empenhados em trazer o resultado para a cidade e manter a ordem pública municipal”, comenta.

Em relação aos casos de violência doméstica, no âmbito da Lei Maria da Penha, ainda há registros, com frequência, apesar de uma pequena queda, em relação ao ano passado. Neste ano, até o fechamento dessa edição, foram contabilizados 93 casos em relação à violência contra a mulher. Em 2021, a PM atendeu 112 ocorrências deste tipo de crime.

“Infelizmente ainda temos registros de crimes relacionados à Maria da Penha, em Pomerode. De qualquer forma, os números diminuíram um pouco em relação ao ano passado e iremos continuar trabalhando para diminuir, ainda mais, estas estatísticas, em nossa cidade”, relata.

Outro ponto de destaque foi o simulado de assalto à agência bancária, do Curso de Ações Integradas de Defesa da PMSC.
O curso teve como objetivo treinar os policiais militares para atuarem em crimes violentos e de grande relevância contra instituições financeiras e contou, também, com a participação de dois policiais militares de Pomerode.

“O simulado fez com que a gente pudesse ter mais noção de ocorrências como essas. Com certeza, isso ajuda em tomadas de decisões quando outras cidades também precisam do nosso apoio. E, podemos dizer que nossos policiais ganharam muito com esse treinamento, o que também ajuda bastante no preparo dos mesmos”, relata.
Peixoto também aproveita, assim como o Delegado Antonio Godoi, para agradecer aos que estão ao lado da segurança pública de Pomerode.

“Nós temos um sistema de cercamento de vídeo em nossa cidade o que facilita nosso trabalho. Tudo que recebemos esse ano, como viaturas, armamentos e outros suportes, foram de emendas parlamentares e também das parcerias da Prefeitura, Câmara e de empresários da região. Isso é muito importante que para que o trabalho seja bem executado, tanto para nós da PM, quando para a Polícia Civil. Aproveito para agradecer aos que sempre estão ao nosso lado”, finaliza.

Notícias relacionadas