Polícia

Polícia Civil deflagra operação “Deu Zebra” contra lavagem de dinheiro do Jogo do Bicho, no Vale

Foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, em Presidente Getúlio, Indaial e Itajaí

15 de março de 2024

Foto: Divulgação/PCSC

Nesta quinta-feira (14), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Investigação à Lavagem de Dinheiro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais, deflagrou a operação policial “Deu Zebra Presidente Getúlio”, com a finalidade de coibir o crime de lavagem de dinheiro e de buscar a despatrimonialização de grupo dedicado ao delito antecedente de exploração de jogo do bicho.

Foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, em Presidente Getúlio, Indaial e Itajaí, com a indisponibilidade e sequestro de 41 imóveis, 29 veículos, além de ativos financeiros.

Em uma análise prévia, os bens indisponíveis estão avaliados em aproximadamente 12,5 milhões de reais, sendo que o valor pode ser maior, a partir da identificação de demais bens ocultos.

Foto: Divulgação/PCSC

Entenda o caso

A investigação constatou que o grupo atua explorando os jogos de azar há mais de 20 anos na cidade de Presidente Getúlio e outras cidades do alto vale.

O grupo realiza diversas manobras para a ocultação e dissimulação dos valores obtidos com os jogos, dentre elas a aquisição de bens em nomes de laranjas, a mescla com empresas existentes, além da tentativa de blindagem patrimonial com a utilização de pessoas jurídicas como proprietárias de bens de alto valor.

As medidas têm por objetivo buscar elementos de prova, além de sufocar financeiramente a atividade delituosa, com a apreensão e indisponibilidade de ativos identificados a partir da análise de documentos e demais materiais apreendidos.

Foram empregados em torno de 65 policiais, além de integrantes da DEIC, prestaram apoio operacional a Divisão de Investigação Criminal de Itajaí e policiais das delegacias de Comarca de Presidente Getúlio e Ibirama.

Notícias relacionadas