Polícia

Polícia Civil conclui investigação sobre furtos ocorridos em Pomerode e região

Os três membros da quadrilha responsável pelos crimes foram presos

26 de janeiro de 2022

Foto: Raphael Carrasco / Jornal de Pomerode

Foi concluída nesta semana a investigação sobre uma série de furtos ocorrida na região, durante finais de ano. Segundo o delegado de Polícia Civil, Antonio Godoi, a investigação conseguiu identificar a quadrilha responsável por estes crimes, formada por três pessoas.

continua após a publicidade

Um dos integrantes da quadrilha foi preso em Balneário Camboriú, em dezembro do ano passado, e era motorista de aplicativo.

“Pedimos a quebra de sigilo do telefone dele, para que pudéssemos cruzar informações do aplicativo, com as do celular dele e de boletins de ocorrência, para confirmar sua identidade. Neste meio tempo, pedimos que a Polícia fizesse a abordagem dos integrantes da quadrilha, na cidade de Guabiruba, pois tínhamos a suspeita de que eles estariam lá para executar um furto. Nesta abordagem, identificamos as três pessoas, o motorista, que sabíamos quem era, e mais dois indivíduos”, explicou Godoi.

continua após a publicidade

Dos dois integrantes da quadrilha identificados em Guabiruba, um tinha mandado de prisão preventiva em seu desfavor, também pelo crime de furto, e foi preso. O motorista de aplicativo ficou solto, mas foi emitido um mandado de prisão contra ele no início do mês de dezembro, assim como o terceiro membro da quadrilha.

“Demonstramos ao poder judiciário que eram as pessoas que haviam praticado os furtos em nossa região, em Pomerode e Rio dos Cedros. Agora, pedimos a prisão dos três para Pomerode”, afirmou.

O delegado ponderou ainda, que, após as prisões, o fim de ano de 2021 registrou zero ocorrências de furto a residências. “Por isso, estamos trabalhando com outra linha de investigação, com elementos convergentes, que acreditamos ter ligação e podemos reabrir casos que estavam em aberto, de furtos a residências nos fins de ano. Vamos analisar se há pontos convergentes nestes casos, com os de autoria da quadrilha detida”, finaliza.

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade