Educação

Plantando sementes para a educação: projeto “Horta na Escola” é cultivado na Hermann Guenther

Patrícia Cecon Bressan, professora da escola, fala sobre o projeto elaborado por ela

19 de abril de 2024

Foto: Divulgação/Escola Hermann Guenther

O projeto “Horta na Escola – Plantando sementes para a educação” foi pensado e elaborado por Patrícia Cecon Bressan, professora da Escola Básica Municipal Hermann Guenther, com início no ano de 2023. Atualmente, Patrícia está trabalhando o projeto com da turma do pré-II, com alunos de 5 anos de idade.

Durante o projeto, são trabalhadas as disciplinas de matemática e ciências, conforme explicou a professora. Mas, o “Horta na escola” é feito de forma lúdica, permitindo que seja um processo prazeroso para as crianças.

Nas aulas de matemática, os alunos desenvolvem gráficos para saber quais foram as verduras mais votadas. Além disso, fazem a contagem de quantas mudas de verduras foram plantadas de cada variedade e a quantidade colhida. Já na disciplina de ciências, os alunos estudam sobre a parte da adubação, compostagem, preparo do solo, os diferentes “bichinhos” que podem ser encontrados nos alimentos e quais podem fazer mal para as verduras, como também a aprendizagem de irrigação.

Segundo a professora Patrícia, o projeto tem a intenção de dar continuidade à horta na escola e, a partir dela, cultivar as verduras e legumes que poderão ser consumidos na merenda escolar. Além disso, proporciona o aprendizado para os alunos sobre o planejamento necessário para a semeadura e o plantio, a compra de insumos, o preparo do solo e, por fim, a colheita.

“O objetivo é proporcionar a participação ativa dos alunos em cada etapa e atividades desenvolvidas, para que, assim, eles aprendam e estimulem os seus familiares a retomarem um pouco da cultura do plantio, mesmo que seja de uma horta pequena em suas residências. E, por fim, poderão levar para casa algumas verduras e legumes para consumir junto com seus familiares”, acrescenta Patrícia.

Foto: Divulgação/Escola Hermann Guenther

Até o momento, foram semeadas as sementes de cenoura e os alunos puderam colocar em prática o plantio de alface, beterraba, brócolis, repolho, couve-flor e tomate. Este trabalho é também extensivo, contendo etapas posteriores ao plantio.

A partir de agora, a professora tem o planejamento de realizar um passeio para conhecer uma horta da comunidade escolar ou a casa de algum colega de classe, e também de conhecer outras formas de plantio, como uma hidroponia. Além disso, os alunos poderão aprender sobre o processo de preparo de receitas com legumes e verduras colhidos na horta feita por eles. E o mais esperado, cada aluno poderá levar verduras colhidas da horta para consumir junto com a família.

“Com esse projeto, temos a oportunidade de, além de cooperar com uma merenda escolar de qualidade, formar cidadãos conscientes, responsáveis e atuantes na comunidade em que vivem, e ao mesmo tempo difundindo e incentivando o trabalho voluntário, contribuindo para o fortalecimento das atividades de colaboração na Escola e uma alimentação mais saudável”, finaliza a professora.

Notícias relacionadas