Terca-Feira, 19 de Outubro de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Vulcão Cumbre Vieja entra em erupção, no Arquipélago das Canárias

Erupção é a primeira na Ilha de La Palma, desde outubro de 1971.

4021047afe58400eeeadc509ba33eec6.jpg Foto: Felipe Trueba / Agência Lusa

O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma - ilha que compõe o conjunto das Ilhas Canárias espanholas -, que tem potencial de provocar um tsunami na costa brasileira, entrou em erupção neste domingo, 19 de setembro, por volta das 15h15min locais.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/ffd61332a4e29290e4edbdc12b3cf4f1.png https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/d71818c47d981bb85097e8de3648507e.jpg

 

Nos últimos dias, intensificaram-se os sinais de atividade sísmica nas Canárias, comunidade autônoma espanhola, que levou à retirada de animais e de 40 pessoas com problemas de mobilidade. Fontes de lava e nuvens de fumaça foram registradas no local, localizado a noroeste da África, próximo à costa do Marrocos e do Saara Ocidental.

Para as atividades vulcânicas do Cumbre Vieja causarem impacto na costa brasileira, no entanto, seria necessário um grande colapso do vulcão. Se isso ocorresse, uma grande onda poderia atingir toda a costa brasileira, de norte a sul, bem como, de outros países banhados pelo Oceano Atlântico. Essa possibilidade, no entanto, é considerada remota por especialistas. Um estudo do pesquisador norte-americano George Pararas-Carayannis, presidente da Tsunami Society International, afirmou que esse tipo de colapso é “extremamente raro e nunca ocorreu na história registrada”.

Já o geólogo Mauro Gustavo Reese Filho, da Universidade Federal do Paraná, enfatiza que, ainda que as chances sejam remotas, a população costeira do Brasil deveria ser conscientizada. “Estudos mais recentes dizem que as chances de ocorrência são remotas e longínquas, no entanto, o estabelecimento de sistemas de alarme que possibilitam a evacuação de áreas é justificável quando se trata de vidas humanas”, afirma em seu trabalho, também citado pela Metsul Meteorologia.

Fonte: Agência Brasil

 

Foto: Borja Suarez / Reuters


 



Tags: