Quarta-Feira, 22 de Setembro de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Vídeo: Mãe pega filha recém-nascida no colo pela primeira vez após 15 dias do nascimento

Submetida a Cesária de emergência, mãe foi transferida para tratamento oncológico no Hospital Santo Antônio em Blumenau, enquanto a Bebê precisou ficar internada em Jaraguá do Sul.

d9827d09dd53de8e26d7ce7c755abfa7.jpg Foto: Divulgação/HSA

Nádia Cristina Gaedke, mora na cidade de Schroeder, esposa, mãe de 4 filhos, Isa de 11 anos, os gêmeos Filippe e Lorenzo de 02 anos e a mais nova integrante da família, Lorena, com menos de um mês de vida. Nádia, com 34 semanas de gestação, foi submetida a uma cesariana de emergência no Hospital de Jaraguá do Sul, e imediatamente foi transferida para o Hospital Santo Antônio em Blumenau, com suspeita de leucemia.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/2500e3167faaf7d97431be7626697914.jpeg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/ffd61332a4e29290e4edbdc12b3cf4f1.png

 

Sua filha Lorena necessitou ficar internada em observação devido ao tempo de gestação,  e com a gravidade do caso, Nadia não conseguiu conhecer sua filha logo ao nascer.

O primeiro encontro mãe-bebê idealizado na gestação, precisou ser adiado para dar início ao tratamento. Com isso, o serviço de psicologia, ao atender a paciente sentiu a necessidade de estreitar esse laço, promovendo uma ação. “A gestação na vida de uma família traz expectativas relacionadas ao  momento do nascimento, do primeiro contato de estar perto fisicamente. Para Nádia, está vivência idealizada, foi interrompida, sendo necessário ressignificar este momento.

Assim, resolvemos criar um mural de fotos para que Nádia pudesse se sentir mais próxima de sua família. Essa pequena ação já teve um significado importante em seu desenvolvimento, auxiliando no processo elaborativo do momento vivenciado.”, relata Tamara Furlan Capelin, Psicologia Residente no HSA.

Aos poucos e com o tempo de permanência aumentando, foi verificada a possibilidade da visita da pequena Lorena,  assim Nádia, poderia finalmente conhecer sua filha, em um momento recheado de emoção. Toda a ação foi promovida pelo Serviço de Psicologia em conjunto com a equipe multiprofissional, que avaliou a possibilidade e o quadro clínico da paciente, autorizando a entrada da recém-nascida.

O encontro ocorreu no dia 09 de junho, e a paciente Nádia, ganhou alta no dia 08 de julho. Nádia, continuará o tratamento no Hospital Santo Antônio.

Confira o vídeo!