Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Um retorno repleto de emoção

Professora Crista Konell recebe alta para voltar ao trabalho e comenta emoção com o retorno

5fb9a778eb4fa4d4cfdea763029fd719.jpg Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode

Retornar a um local que se ama é sempre motivo de emoção especial. E para a professora pomerodense Crista Konell, o retorno ao trabalho foi mais especial ainda. Isso, porque, em setembro de 2017, Crista recebeu a notícia de que precisaria lutar contra um câncer na tireoide.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/da5766e97c60e8759e4c3acec5c7284a.jpg

 

A partir de então, iniciou a batalha contra a doença, com cirurgia, tratamento por radioterapia e novos nódulos surgindo. Mas a professora, mesmo com as dificuldades, manteve-se firme no tratamento, o que lhe proporcionou uma grande recompensa, para o ano de 2020: o retorno às atividades no C.E.I.M. Rosa Borck.
“Eu recebi alta no fim de 2019 e retornei ao trabalho na Rosa Borck em 14 de janeiro, quando começaram as atividades na instituição. Depois de quase 23 anos de trabalho aqui, precisei fazer o sacrifício de passar quase dois anos afastada, mas agora, a gratidão é imensa em poder voltar a fazer aquilo que eu amo”, comenta.

Crista é professora da turma da Pré-Escola I, com cerca de 20 alunos, na faixa etária dos quatro anos de idade, e revela que sempre foi apaixonada pelo que faz. “No início, alguns dias antes de retornar, senti medo, de talvez não conseguir dar conta, de não ter a mesma energia que costumava ter. Porém, quando voltei ao CEI, senti como se nada tivesse mudado. Foi um retorno muito natural, bonito e prazeroso”, ressalta a professora da Educação Infantil.

Trabalhando com crianças menores, Crista afirma que há uma troca de energia muito grande com a turma e esta energia recebida tem sido um grande suporte neste retorno. A equipe do C.E.I., segundo a professora, também tem sido muito parceira, sempre oferecendo ajuda, o que transmite segurança.

Agora, no mês de março, Crista deve voltar a realizar o tratamento, que deve durar mais cerca de quatro anos. Passando pela experiência do tratamento do câncer, a professora revela que seu olhar sobre o mundo e a vida mudou significativamente. “No início foi muito complicado, mas depois de passar por tudo o que eu passei, vejo a importância que cada momento teve e tem em minha vida, nesta trajetória. Hoje, sei que Deus traçou o meu caminho. Eu me sinto muito feliz em poder estar de volta ao CEI e o que mais sinto é gratidão”, destaca a professora.

Para o futuro, o objetivo é manter o pensamento positivo, com o olhar voltado às coisas boas da vida, traçando novas metas para a vida, sempre com fé que tudo dará certo. “Eu já me sinto muito realizada estando aqui. Voltei ao meu trabalho com um olhar mais humano, respeitando meus limites, pois precisei receber um choque de realidade para isso. Mas agora, podendo fazer o que amo, é só alegria, pois o simples ‘bom dia’ dos colegas, os abraços carinhosos das crianças, já são muito especiais”, finaliza.

 

Quer ser o primeiro a receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.

 



Tags: