Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Trocando figurinhas sobre cultura

Apresentar nossa cultura para pessoas que não são daqui, é uma forma de aprender ainda mais sobre nossa própria cultura.

bff4b814b5a9571e6d812e25f1d68c26.jpg Foto: Divulgação

Apresentar a nossa cultura para pessoas que não são daqui é, também, uma forma de aprender ainda mais sobre a nossa própria cultura. E foi esta oportunidade que tiveram os alunos das turmas de 2º ano do Ensino Médio, da Escola de Educação Básica José Bonifácio, pois, neste ano, realizaram um intercâmbio cultural com uma escola da cidade de Criciúma, no sul do estado.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/da5766e97c60e8759e4c3acec5c7284a.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/b6557b3fc353d86e08085bfc422c0203.jpg

 

De acordo com a professora de Sociologia da escola, Simone Rahn, pois foi nesta disciplina que foi realizado o projeto do intercâmbio cultural, os primeiros contatos foram feitos por meio de cartas. “Os alunos de lá fizeram cartas, primeiro uma apresentando-se, que nós recebemos aqui; e, depois, nós também respondemos a eles, nos apresentando. Nesta carta, tinham informações como nome, idade, o que gostam fazer, coisas mais pessoais. Já na segunda carta, os alunos começaram a falar sobre a sua cidade, cultura e costumes”, comenta.

Por meio destas cartas, segundo a professora, foi possível saber mais sobre a cidade de Criciúma, que tem uma grande influência da colonização italiana, mas que possui traços da cultura alemã, também. “E nossos alunos de Pomerode, óbvio, falaram sobre a nossa colonização alemã, as comidas típicas e atividades culturais”, complementa.

No dia 03 de outubro, então, os alunos de Criciúma vieram a Pomerode, visitar os amigos do José Bonifácio. Nesta visita, os alunos pomerodenses mostraram um pouco da nossa cultura, as danças, o café colonial, e houve também a presença de um grupo folclórico na escola, que mostrou as danças típicas aos visitantes.

“Foi um dia de muita integração e acabou não sendo só a turma envolvida, os outros alunos e os funcionários acabaram gostando. Todos ali interagiram com a turma que veio de Criciúma e com os dançarinos”, enaltece Simone.

 

Alunos puderam passear e conhecer melhor Pomerode (Foto: Divulgação)

Em um segundo momento, as turmas das duas cidades foram ao Zoológico, que é um dos principais pontos turísticos da cidade, bem como, ao Museu Pomerano. E foi mencionada, também, a empresa Porcelana Schmidt e outros pontos importantes da cidade, como Teatro e Centro Cultural.

Para a professora Simone, além do aprendizado sobre a cultura da cidade do sul do estado, um dos maiores ganhos desta experiência, para os alunos, foi aprender ainda mais sobre a própria cidade.

“Por mais que você seja descendente de alemães, às vezes, pouco valoriza a sua própria cultura. E então, você vê pessoas de fora, que vêm para cá e ficam maravilhadas com a nossa cultura, isso nos deixa emocionados, pois vemos o quanto nossos costumes, a dança e a comida têm valor. E nossos alunos aprenderam muito sobre a própria cidade, pois tiveram que pesquisar para poder apresentar Pomerode aos estudantes de Criciúma”, ressalta Simone.

A ideia, agora, é ir a Criciúma visitá-los, para, também, vivenciar a outra cultura. Mas este plano deve acontecer somente em 2020.

 

Quer receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.



Tags: