Sexta-Feira, 25 de Junho de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Tribunal indica volta de Carlos Moisés ao governo

Votação ainda não foi iniciada, mas deputados e desembargadores já adiantaram os votos durante a etapa de manifestações

41b1ef14d4f5756a4fb74261f808d44e.jpg Foto: Divulgação/Secom

O Tribunal de Julgamento deve decidir pela absolvição de Carlos Moisés (PSL). A votação ainda não foi iniciada, mas parte dos deputados e dos desembargadores já adiantou seus votos. Para o afastamento definitivo do governador são necessários sete votos favoráveis, porém, até o momento o placar tem quatro dos 10 votos totais, contrários ao impeachment.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/d71818c47d981bb85097e8de3648507e.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/ffd61332a4e29290e4edbdc12b3cf4f1.png

 

O julgamento começou às 9h e ocorreu de forma virtual, por causa da pandemia de coronavírus. O presidente do Tribunal de Justiça (TJSC), desembargador Ricardo Roesler, que preside também o tribunal misto responsável por julgar o caso, comanda a sessão do plenário do TJSC, mas os outros membros participam por chamadas de vídeo.

Como foram os votos

Pela cassação – Os desembargadores Sônia Maria Schmidt; Roberto Lucas Pacheco; Luiz Zanelato; Rosane Portela Wolff e Luiz Antônio Fornerolli.

Pela absolvição - Os deputado Marcos Vieira (PSDB); José Milton Scheffer (PP) e Valdir Cobalchini (MDB).

Falta votar - deputado Laércio Schuster (PSB).

A acusação

Carlos Moisés é denunciado por crime de responsabilidade na compra de 200 respiradores artificiais, pagos a vista, por R$ 33 milhões, sem que os equipamentos tivessem chegado ao estado e o dinheiro fosse recuperado.

Com informações da NSC Total