Domingo, 25 de Julho de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Quase 100 mil catarinenses não retornaram para tomar a segunda dose da vacina

Em Pomerode, até o momento, 22 pessoas deixaram de retornar

921869ad2d8069466d887cbed7c26cf6.jpg Foto: Arquivo Jornal de Pomerode

Nesta semana, a Secretaria de Estado da Saúde vem reforçando o apelo para que as pessoas completem a imunização. Já são quase 100 mil pessoas que deixaram de tomar a segunda dose.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/5d20babe97804f01548776e07c916f67.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/f1f03f6df5bbc79a227c5416135069a7.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/2edbf97c4ed2488011199c38854cd348.jpg

 

De acordo com dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SiPNI), do Ministério da Saúde, até o dia 14 de junho de 2021, 99.525 pessoas não haviam retornado, no tempo adequado, para tomar a segunda dose da vacina. Deste total, 57.124 são de pessoas vacinadas com a Coronavac e 42.401 pessoas com a AstraZeneca.

Em Pomerode, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, até o momento, 22 pessoas deixaram de retornar para receberem a segunda dose da vacina, no tempo adequado. Segundo a própria secretaria, isso não quer dizer que elas tenham apenas deixado de ir, considerando-se a hipótese de mudança de cidade ou mesmo um caso de óbito do morador.

 

Intervalos entre 1ª e 2ª dose:

Coronavac - de 14 até 28 dias.

AstraZeneca - até 12 semanas.

Pfizer - até 12 semanas.

Janssen – dose única.