Terca-Feira, 21 de Setembro de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Por mais uma semana, Médio Vale do Itajaí se mantém no nível gravíssimo para a Covid-19

Matriz de Risco foi divulgada pelo Governo de SC, neste sábado.

e9d8dff7cc1ccd5527b2f8c6642fcc33.jpg Foto: Arte / Governo de SC

A Matriz de Risco Potencial para a Covid-19, divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), neste sábado, 24 de julho, aponta que uma região, a do Meio Oeste, foi classificada como o risco alto (amarelo) para a Covid-19. O mapa mostra que três regiões em estado gravíssimo (cor vermelha) e outras doze com risco grave (cor laranja).

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/5d20babe97804f01548776e07c916f67.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/2500e3167faaf7d97431be7626697914.jpeg

 

Os dados seguem apontando uma melhora consistente nos índices. Nos dados divulgados na última semana, eram sete regiões em nível gravíssimo (cor vermelha). Apenas as regiões da Foz do Rio Itajaí, Nordeste e Médio Vale do Itajaí, da qual, Pomerode faz parte, permaneceram classificadas com o nível máximo de atenção. Xanxerê, Laguna, Alto Vale do Rio do Peixe e Carbonífera, que na semana passada estavam em nível gravíssimo, conseguiram melhorar os índices nesta semana.

 

Arte: Governo de SC


 

Única região a estar classificada no risco alto, o Meio Oeste apresentou nota positiva na questão de capacidade de atenção, ou seja, ocupação de leitos de UTI. Desde a criação da Matriz de Risco, em julho de 2020, esta é a primeira vez que três regiões são classificadas com o risco moderado (cor azul) para a ocupação de leitos de terapia intensiva. O Alto Uruguai e o Extremo Sul Catarinense também foram classificados com o risco moderado neste quesito.

 

 

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, destacou que a união entre Governo, municípios, profissionais de saúde e população em geral proporcionou a melhora nos índices. “Temos avançado cada vez mais e conquistamos números expressivos na vacinação. Mas ainda temos três regiões em estado gravíssimo e doze em estado grave. Precisamos continuar atentos com os cuidados pessoais e os regramentos para vencemos essa batalha”, disse.

Fonte: Governo de SC



Tags: