Sábado, 04 de Julho de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Pomerode tem caso confirmado de gripe A

Dois casos foram notificados em abril, mas apenas um teve resultado positivo para a presença do vírus H1N1, em uma jovem de 19 anos. Campanha de vacinação está acontecendo e o Dia D será realizado neste sábado, 04 de maio, das 8h às 17h

276c68438b3af321938808b00771bdbe.jpg Foto: Arquivo Jornal de Pomerode

Após a primeira morte por gripe A no estado, registrada em Blumenau, Pomerode teve o primeiro caso confirmado da doença, de acordo com a Vigilância Epidemiológica de Pomerode. Trata-se de uma jovem, de 19 anos, que teve o resultado positivo para Influenza A (H1N1) confirmado no dia 19 de abril.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/da5766e97c60e8759e4c3acec5c7284a.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/b6557b3fc353d86e08085bfc422c0203.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/11752a1d8ad555efd6528e9dbc32b017.jpg

 

Na cidade houve ainda outro caso notificado pelo hospital, mas que teve o resultado negativo para a presença do vírus H1N1.

A confirmação acende o alerta para a necessidade de imunização, por parte dos grupos de risco, e prevenção da população como um todo, já que o vírus está circulando e, com a chegada do frio, a possibilidade de se contrair uma gripe aumenta.

A campanha de vacinação contra a gripe está sendo realizada em todo o país e o Dia D de vacinação será neste sábado, 04 de maio. Todas as Estratégias de Saúde da Família que possuem sala de vacinação irão atender das 8h às 17h, sem fechar para o almoço.

Os grupos de risco, que recebem a vacina gratuitamente são:

- Crianças de seis meses a menores de seis anos (cinco anos, 11 meses e 29 dias)

- Gestantes

- Puérperas (até 45 dias após o parto)

- Trabalhadores de saúde

- Professores

- Povos indígenas

- Indivíduos com 60 anos ou mais de idade

- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas

- População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional

- Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais