Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Morador de Pomerode é diagnosticado com Meningite

De acordo com a técnica em enfermagem da Vigilância Epidemiológica de Pomerode, Simone Steffens da Silva, foi realizado, imediatamente, o protocolo indicado pelo Ministério da Saúde

797c3c71ab03b08c9b3f9f5652621a84.jpg Foto: Divulgação

Um morador de Pomerode foi diagnosticado com Meningite Meningocócica, em novembro, de acordo com informações da Vigilância Epidemiológica de Pomerode. O homem está internado em Timbó, no Hospital Oase, desde o dia 01 de novembro, recebendo o diagnóstico logo após dar entrada no pronto-atendimento.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/d71818c47d981bb85097e8de3648507e.jpg

 

De acordo com a técnica em enfermagem da Vigilância Epidemiológica de Pomerode, Simone Steffens da Silva, foi realizado, imediatamente, o protocolo indicado pelo Ministério da Saúde, antes mesmo do caso ser confirmado como Meningite. Também foram fornecido os medicamentos preventivos para as pessoas que residem junto ao paciente.

A Meningite é causada inflamação das meninges, ou seja, as membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Ela pode ser causada por vírus, bactérias e fungos, por exemplo. Alguns dos sintomas podem ser confundidos com uma gripe comum, no entanto deve-se ficar atento a todos os sinais. Destaca-se entre eles: febre alta e calafrios; alterações do estado mental; náusea e vômitos; áreas roxas, como machucados e erupções; pontos avermelhados; sensibilidade à luz; dor de cabeça forte, pescoço rígido e dolorido. 

Para evitar o contágio e a disseminação da doença, algumas medidas de prevenção são necessárias como manter os ambientes bem ventilados e, se possível, ensolarados, principalmente salas de aula, quartos, locais de trabalho e transporte coletivo; lavar as mãos frequentemente com água e sabão; manter rigorosa a higiene com pratos, talheres, mamadeiras e chupetas e evitar aglomerações. Além disso, é de extrema importância manter a carteira de vacinação em dia.

 

Quer ser o primeiro a receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.