Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Mais um ano de vida comemorado de um jeito diferente

Pomerodense recebe festa surpresa de aniversário, porém celebração é feita à distância

30869fe55f0b1191c448d6ec387498ac.jpg Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode

Comemorar um aniversário geralmente reúne as pessoas do nosso convívio social para celebrar mais um ano de vida. Mas agora, enquanto vivemos uma pandemia mundial e quando o distanciamento social virou parte das nossas rotinas, nossos hábitos tiveram que ser modificados para garantir a nossa própria saúde e a de quem a gente tanto ama. Pensando nisso, a família Merida resolveu prestar uma homenagem a uma pessoa para lá de especial, a Rosana Merida, que completou 50 anos nesta semana. 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/da5766e97c60e8759e4c3acec5c7284a.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/b6557b3fc353d86e08085bfc422c0203.jpg

 

A aniversariante possui deficiência intelectual e também integra o quadro de alunos da Apae Pomerode. Junto com ela, mora a mãe, Ana Maria Strublic, 69 anos. Com isso, o irmão de Rosana, Antônio Merida Junior, sua esposa Rosemara Martins Merida e o filho, Adriano Martins Merida, resolveram fazer uma surpresa para comemorar mais um aniversário, porém, à distância.

A ideia de fazer a festa com o distanciamento social foi por causa da Dona Ana Maria, já que a mesma possui mais de 60 anos, fazendo parte do grupo de risco do Coronavírus. Com isso, pensando na saúde dela e também da própria Rosana, a família fez uma surpresa em frente à casa onde as duas moram, ficando elas dentro da residência e os familiares fora, cantando parabéns, com direito a um cartaz que estampava palavras que simbolizam a confraternização de uma data tão especial.  Depois, as duas desceram para receber o bolo. 

 

A homenagem rendeu muitas emoções, um misto de alegria com um pouquinho de saudade, já que não houve um momento de aproximação, abraços, para que se pudesse manter a distância.

“É difícil fazer um aniversário à distância, não poder dar aquele abraço que estamos tão acostumados, aquele carinho próximo. Mas, a gente tem que se adaptar e não deixar de celebrar este dia considerado tão especial para a gente”, comenta Rosemara.

Depois de receber o bolo, Rosana e Ana retornaram ao apartamento e pela janela, a aniversariante soprou as velinhas  Rosemara comentou que já fazia 15 dias que a família não visitava a casa da sogra e da cunhada, para evitar o contato próximo. Porém, esse momento da comemoração do aniversário, mesmo de longe, já foi um motivo para ficar um pouquinho mais perto da aniversariante. 

 

(Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode)

“A gente também teve que adaptar a nossa rotina. Nossas visitas aqui a casa da minha sogra eram muito frequentes. Mas, neste momento, estamos evitando também o contato próximo e passamos na casa dela, ao menos, uma vez por mês. É muito diferente tudo isso, mas nesse momento é importante se cuidar”, relata.