Terca-Feira, 21 de Setembro de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Licitação para aquisição de trator é suspensa por possíveis irregularidades, em Pomerode

O TCE também determinou que fosse feita uma audiência com o prefeito Ércio Kriek, para apresentar as justificativas referentes ao processo licitatório.

ba3e0c9775c01797026c6402bec1fbc2.jpg Foto: Arquivo JP

Uma licitação da Prefeitura Municipal de Pomerode, envolvendo a compra de um trator agrícola teve o pedido de suspensão feito pelo Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina (TCE-SC). A informação foi publicada pelo Portal O Município Blumenau.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/ffd61332a4e29290e4edbdc12b3cf4f1.png https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/2500e3167faaf7d97431be7626697914.jpeg

 

De acordo com o Diário Oficial do TCE-SC, a suspensão da licitação municipal se deu por meio da medida cautelar em ação impetrada pela empresa Ituara Ltda, por possíveis irregularidades no pregão.

 Segundo o conselheiro relator do TCE, Luiz Eduardo Cherem, no edital, constava na descrição, a necessidade de 18 especificações para o trator, algo que apenas uma marca pode atender. Diante disso, das duas empresas que apresentaram propostas, uma delas foi desclassificada, já que cotou uma máquina da empresa Landini, que não possuía a injeção eletrônica, um dos itens específicos no edital.

A empresa vencedora, Valfertil Máquinas Agrícolas, apresentou um veículo da marca Valtra, no valor de R$ 247 mil e que condizia com todas especificações. Para o conselheiro relator, há indícios de que a Prefeitura de Pomerode tenha favorecido a empresa em questão.

“Com a desclassificação da empresa que cotou a marca Landini e tendo a vencedora Valtra Valmet denota-se que a descrição (potencialmente) foi direcionada para a marca informada pelo representante. Anota-se que a definição do objeto “deverá ser precisa, suficiente e clara, vedadas especificações que, por excessivas, irrelevantes ou desnecessárias, limitem a competição”, como prescreve o inciso já citado”, aponta Cherem.

Ainda, o TCE também determinou que fosse feita uma audiência com o prefeito Ércio Kriek, para apresentar as justificativas referentes ao processo licitatório.

A Prefeitura de Pomerode, em contato com o portal blumenauense, através da assessoria de imprensa, disse que a suspensão da licitação já havia sido feita quando ficaram sabendo do posicionamento do TCE-SC, antes de serem notificados com a decisão. Ainda, de acordo com a prefeitura, um processo interno foi iniciado para investigar se houve algum tipo de direcionamento da licitação, conforme a denúncia.

Com informações do O Município Blumenau