Terca-Feira, 19 de Outubro de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Grupo de trabalho entrega relatório sobre evento-teste Concerto Camerata

Todos os participantes foram testados no 5º dia pós-evento, não sendo registrado nenhum caso positivo de Covid-19.

a5e29c9ae05d2095b87147294b419ac9.jpg Foto: Tóia Oliveira / Camerata Florianópolis

Em 29 de julho, o Estado de Santa Catarina realizou seu primeiro evento-teste, no Centro Integrado de Cultura, com a apresentação da orquestra Camerata Florianópolis. A análise sobre os regramentos utilizados e os resultados dos protocolos adotados na ação foram divulgados pelo Grupo de Trabalho de Pesquisadores (GT), formado pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul).

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/5d20babe97804f01548776e07c916f67.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/2500e3167faaf7d97431be7626697914.jpeg

 

“Os resultados, com as ressalvas destacadas de forma relevante pelos pesquisadores, são positivos. O espetáculo serviu para nortearmos a nossa conduta, pois temos, agora, um diagnóstico, um balizamento, do que podemos retomar. Foi um evento científico, que nos permite ter segurança nos eventos”, disse o presidente da Santur, Renê Meneses.

Os pesquisadores apresentaram todo o processo estabelecido e realizado ao longo de todo o evento-teste, em reunião realizada em plataforma virtual. Os protocolos exigiam o check-in dos participantes, o que gerava um QR-Code de uma plataforma de rastreabilidade contratada pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), contendo os principais dados pessoais, para posterior monitoramento através do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC).

 

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom


 

Diversos protocolos foram estabelecidos, tais como a proibição do consumo de alimentos e bebidas, para que não houvesse a necessidade de retirada das máscaras. Ao final, os participantes foram orientados pelo mestre de cerimônia quanto à saída, de forma a não ocasionar aglomeração.

Posteriormente ao evento, os participantes foram contatados por meio de aplicativo de mensagem, no 3º, 8º e 14º dias, para monitorar sinais e sintomas relacionados à Covid-19. Aqueles que apresentaram sintomas foram direcionadas à vigilância epidemiológica do Estado, para o devido acompanhamento nos municípios onde residiam.

 

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom


 

Além disso, todos os participantes foram testados no 5º dia pós-evento, não sendo registrado nenhum caso positivo de Covid-19.

Participaram da organização do evento-teste, além do Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, Santur e Fundação Catarinense de Cultura, as Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica de SC e de Florianópolis, Abrape, Abeoc, Convention & Visitors Bureau de Santa Catarina, Floripa Convention/Fortur, Ubrafe, Abrasel, Univali e Unisul, bem como as produções da Camerata Florianópolis, Orth Produções e Harmônica Arte e Entretenimento.

 

Recomendações do GT para eventos posteriores:

1) Todo o público elegível deve ter esquema vacinal completo;

2) O uso de máscara PFF2 sem válvula é a mais segura para eventos em ambientes fechados. Nessa situação, deve-se contar com sistema eficiente para trocar do ar interno.

3) Higienização dos utensílios de possível uso compartilhado (microfone) com álcool 70%;

4) Garantia de distanciamento físico com cadeiras intercaladas e devidamente sinalizadas, além de redução da lotação máxima para 50%;

5) Impedir o consumo de alimentos e bebidas em ambiente interno, evitando que o público retire as máscaras;

6) Fundamental uma equipe treinada e preparada na orientação e controle dos regramentos sanitários.

Fonte: Governo de SC

 



Tags: