Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Fomentando a sustentabilidade

Escola Curt Brandes promove seminário sobre o tema, como parte da metodologia do Projeto Petecas

726536c3e0db790578d4f352b7fc02f1.jpg Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode

Otema sustentabilidade esteve em pauta na Câmara de Vereadores na quarta e quinta-feira, 20 e 21 de novembro. Isso porque a E.E.B.M. Prof. Curt Brandes promoveu o VI Seminário do Projeto Petecas, em que alunos das turmas de 9º ano apresentam trabalhos com assuntos relacionados ao tema “preservação do meio ambiente”.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/d71818c47d981bb85097e8de3648507e.jpg

 

Nestes dois dias, foram diversos trabalhos apresentados, resultados de assuntos discutidos durante todo o ano letivo na escola, não só no 9º ano, mas nas demais turmas, também, desde a Educação Infantil. O professor, Fabiano Pradié D’Oliveira, comenta que o projeto já tem uma década de aplicação na escola e, a cada ano, põe em prática uma metodologia mais rica.

“Há quatro anos, nós trabalhamos com o tema sustentabilidade e, a partir deste tema, são definidos e desenvolvidos os assuntos dos trabalhos que serão feitos pelos alunos. Estes temas são discutidos durante todo o ano, com diversos outros trabalhos menores, como, por exemplo, artigos, maquetes e contação de histórias, para os mais novos”, explica.

 

O professor também destaca que o conteúdo desenvolvido como parte do Projeto Petecas é multidisciplinar. “Com este projeto, conseguimos trabalhar disciplinas como Língua Portuguesa, Ciências, História, Matemática, Artes, entre outras, desde a Educação Infantil até o 9º ano, a cada ano aumentando o nível de complexidade”, ressalta.

Ainda, por meio do seminário com os alunos do 9º ano, que foi realizado na Câmara, nestes dois dias, são trabalhados aspectos como postura, oratória, elaboração de um projeto nos moldes científicos, além de conceitos mais teóricos, que são a base de cada trabalho.

As estudantes Thaís Canever de Souza e Bianca Letícia Knyreck, que estão no 9º ano e participaram do seminário, pesquisaram sobre a Mata Atlântica e revelam que mesmo já sendo um tema discutido anteriormente, puderam aprender diversas coisas novas.

“No início, pensávamos que seria mais complicado do que foi, porque alunos de anos anteriores falavam que era muito complicado. Mas durante este ano, nos adaptamos ao projeto, aos poucos nos acalmamos, graças a essa preparação, por meio de trabalhos menores, como maquete, história em quadrinhos”, afirma Thaís.

“Na escola, já crescemos ouvindo sobre desmatamento e sobre o que é a Mata Atlântica. Mesmo assim, aprendemos muitas coisas a mais, como áreas de preservação, espécies, o que houve na chegada dos colonizadores, e utilizamos conhecimento que tivemos em anos anteriores, na aula, como a parte histórica, por exemplo”, complementa Bianca.

O Projeto Petecas inclui, ainda, outras ações, como auxílio ao Pommernheim por exemplo, e utiliza muito a tecnologia, incentivando seu aprendizado. Além disso, todos os alunos envolvidos das turmas precisam participar da apresentação.

Ao fim do Seminário, foram realizadas, também, Rodas de Conversa, sobre os temas abordados nos trabalhos, e apresentações musicais para relaxar, após a tensão das apresentações.

 

Quer ser o primeiro a receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.

 



Tags: