Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Febre Amarela não foi confirmada em Pomerode, mas alerta continua

Após o alerta da Dive, em Santa Catarina, Vigilância Epidemiológica tranquiliza população sobre as mortes dos macados, em Pomerode

92f9ea9e1a8deb8cb402b3ee9f909c21.jpg Foto: Raphael Carrasco/JP

Ontem, quarta-feira, dia 22 de janeiro, a Diretoria de Vigilância Sanitária de Santa Catarina, a Dive, divulgou um balanço com o número de macacos mortos por suspeita de Febre Amarela, no Estado. Pomerode estava nesta lista com um número considerável de bugios que morreram e estão em análise para confirmar se a causa desses óbitos, foi em virtude da Febre Amarela.

Porém, a Vigilância Epidemiológica de Pomerode explica que a população não precisa ficar preocupada com uma possível infestação dos mosquitos transmissores da doença, mas ainda mantém o alerta para que a comunidade aplique a vacina para ficar imune contra o vírus. 

“Para fazer a vacinação, basta ir aos Postos de Saúde do seu bairro, e levar consigo a carteirinha de vacinação, de preferência. Com esse alerta dessas possíveis mortes desses macacos, é de extrema importância estar vacinado e ficar imune à doença”, relata a gerente da Vigilância Epidemiológica de Pomerode, Jaqueline Gustmann.

Ainda de acordo com o órgão, ano passado Pomerode registrou um número considerável de mortes de bugios, porém, todos aqueles que foram para a análise, foram descartados os casos de Febre Amarela. Além disso, o município não registrou, também, nenhum caso de Febre Amarela, em humanos, na cidade.

Quer receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/ffd61332a4e29290e4edbdc12b3cf4f1.png