Quinta-Feira, 02 de Abril de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Empresa pomerodense investe em cultivo alternativo

A capacidade de produção é de 100 mil plantas por mês, sem a utilização de solo.

c7ad15e847fc590c6a7078d52f2bdc60.JPG Foto: -Sócios da Stark AlimentosIsadora Brehmer / Jornal de Pomerode

A Stark Alimentos, que produz alimentos utilizando a técnica da hidroponia, surgiu da ideia de dois amigos de juventude, que procuravam novos desafios e oportunidades. De um lado, estava o conhecimento técnico para produzir, elaborar e fornecer produtos hortícolas na linha de folhosas, do engenheiro agrônomo Valdecir Haut; e de outro lado, a visão estratégica e administrativa na introdução destes produtos no mercado, com o sócio que não faz mais parte da empresa.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/da5766e97c60e8759e4c3acec5c7284a.jpg

 

Em agosto de 2017, novos sócios adquiriram a empresa para dar continuidade ao trabalho e melhorar os processos: Daniela Chaves, João Francisco Marques Neto e Patrícia Marques.

Hoje, a atividade econômica principal é o comércio atacadista de verduras e hortaliças frescas. A capacidade de produção em regime hidropônico ininterrupto é de 100 mil plantas por mês, aproximadamente, com plantio diário. A empresa é especialista na linha de verduras diferenciadas (Salanova), além de rúcula, salsinha, agrião e cebolinha.

A hidroponia é um sistema de cultivo em que as plantas se desenvolvem sem a utilização de solo, sendo alimentadas através de uma solução nutritiva, ou seja, em água, onde são dissolvidos sais contendo os nutrientes essenciais para as plantas.

 

Solução nutritiva passa por dutos abaixo das plantas (Foto: Isadora Brehmer)

“Nós adicionamos nutrientes à água, formando uma solução nutritiva. Esta passa por um sistema fechado de circulação, onde ficam as plantas. A circulação é ininterrupta, então, as plantas estão sempre se alimentando por este mecanismo”, explica o engenheiro agrônomo e sócio da empresa, Valdecir Haut.

O processo se inicia com as mudas, produzidas em cubos de espuma fenólica, que recebem a semente e auxiliam no desenvolvimento até chegar à muda. Depois, são plantadas e ficam no espaço chamado de berçário, até terem condições de serem colocadas no local final, onde ficam os dutos por onde passa a solução nutritiva.

“Entre as vantagens que podemos destacar deste sistema de produção, são as plantas mais limpas, com 10 vezes menos uso de defensivos agrícolas, além da qualidade superior. Outro ponto positivo, graças à estufa que temos, é que a produção pode ser feita o ano inteiro, com um cultivo protegido”, ressalta Haut.

Ainda, os únicos defensivos agrícolas utilizados pela empresa, se necessário, têm a preocupação de terem carência de um dia, ou seja, após este período, não há mais fragmentos das substâncias.

 

Nosso foco é a produção com qualidade, oferecendo produtos diferenciados, frescos e limpos, com um sabor mais natural, porque Pomerode é conhecida pela qualidade de seus produtos, e nós não poderíamos ser diferentes.

 

“Nosso foco é a produção com qualidade, oferecendo produtos diferenciados, frescos e limpos, com um sabor mais natural, porque Pomerode é conhecida pela qualidade de seus produtos, e nós não poderíamos ser diferentes”, destaca Patrícia.

Um dos diferenciais é a produção da Salanova, uma variedade de alface cuja semente chega diretamente da Holanda. Ela possui folhas menores, mais homogêneas, além de durabilidade maior, folhas mais próximas da raiz e sabor mais suave e crocante. A Salanova concentra, também, uma maior quantidade de nutrientes. “Oferecer um diferencial é o nosso foco, com produtos bem cultivados e saudáveis, de qualidade garantida”, reforçam os sócios.

 

Solução nutritiva passa por dutos abaixo das plantas (Foto: Isadora Brehmer)

Cultivo por hidroponia exige conhecimento

A engenheira agrônoma da Epagri, Eneide Barth, destaca que os agricultores estão mais conscientes em relação ao uso de insumos agrícolas, procurando técnicas que promovam mais saúde do solo e do cultivo.

A hidroponia é um meio de cultivo que exige um conhecimento técnico maior do plantio. “Isso porque toda a nutrição da planta passa pela solução nutritiva preparada com a água. Qualquer erro, a vírgula fora do lugar, pode perder um abrigo inteiro. Além disso, é necessário um investimento significativo, com o sistema, além do abrigo, que precisa ser de um material de qualidade, a exemplo do que é feito na Stark Alimentos. É uma maneira mais saudável de produção, porém, exige preparo”, pondera.

 

Sementes são plantadas em espuma fenólica (Foto: Isadora Brehmer)

Quer receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.