Quinta-Feira, 13 de Maio de 2021

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Assaltantes de banco são condenados a mais de 263 anos de prisão

Os nove envolvidos no crime foram julgados na Comarca de Ascurra, nesta sexta-feira.

d11894f4eb524289126120ddc952d733.jpg Foto: Reprodução

O Poder Judiciário da Comarca de Ascurra julgou, nesta sexta-feira, 30 de abril, os assaltantes que eram investigados pelo assalto à agência do Bradesco, em Apiúna.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/d07378fd93690192433d1f7791800f9e.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/590ba0e0c707d8dd9fc3b49b5975c7c0.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/4c04934a785976b42982ed4625198f86.jpg

 

O crime, que ocorreu no dia 17 de dezembro de 2019, fez sete pessoas reféns, além de um policial militar baleado. Três dias mais tarde, um dos suspeitos foi morto, durante uma troca de tiros com a polícia.

Somadas, as penas dos nove envolvidos ultrapassam 263 anos de prisão. Apenas um deles cumprirá a pena em regime aberto por um ano. Os outros oito já estão presos e foram condenados a regime fechado, que variam entre 23 a 46 anos.

 

 

A Operação Saque-Recusado, deflagrada pela Polícia Civil da Comarca de Ascurra e que conseguiu detalhar e comprovar a participação de cada um no roubo perpetrado contra o banco, contou com a colaboração de agentes de Indaial, Blumenau e Chapecó.

Segundo as investigações, foi em uma penitenciária, localizada no município do Oeste Catarinense, que o crime foi planejado.

Com informações: O Município Blumenau



Tags: