Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Após furtos em residências em Pomerode, Polícia Civil recupera objetos

A Polícia Civil, após as investigações, conseguiu detectar onde estavam os objetos e solicitou um mandado de busca

60fb27bbd8f60aa79d1eb48f4322023b.jpg Foto: -Alguns dos televisores foram furtados de residências em PomerodeDivulgação / Polícia Civil

Entre os dias 30 de dezembro e 02 de janeiro, uma onda de furtos foi registrada em toda a região, de acordo com a Polícia Civil. Aproveitando-se da ida de muitas famílias ao litoral, uma quadrilha agiu em diversas cidades, furtando televisões e outros eletrônicos de diversas residências, inclusive em Pomerode.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/084e77132dfa93c29b44631e150d4333.jpg

 

Mas, nesta semana, a Polícia Civil, com a participação dos agentes de Pomerode, encontrou e recuperou alguns dos objetos furtados nestes crimes. Em Pomerode, residências nos bairros de Pomerode Fundos e Testo Central foram alvos da ação dos criminosos.

“Tivemos alguns ataques, e às vezes, é porque as pessoas não tomam as devidas cautelas quando saem para viajar. A quadrilha tinha algumas casas como alvos, de padrão bem específico, e levaram televisores e equipamentos eletrônicos de fácil transporte e fácil remoção. Depois do ocorrido, trabalhamos desde o dia 02 a fim de recuperar os itens furtados”, explica o delegado de Polícia Civil de Pomerode, Antônio Godoi.

A Polícia Civil, após as investigações, conseguiu detectar onde estavam os objetos e solicitou um mandado de busca, que levou mais tempo para ser obtido, devido aos trâmites necessários. Parte dos itens furtados, em sua maioria televisores, foi recuperada em uma residência na cidade de Balneário Camboriú.

“Sabemos que, quando os criminosos têm itens furtados, a intenção é vendê-los o quanto antes. Por isso, começamos a monitorar redes sociais, aplicativos e sites de venda, para tentar identificar pistas, até que chegamos ao local. Este foi nosso primeiro objetivo, recuperar os itens furtados para devolvê-los às vítimas”, ressalta Godoi.

Agora, a Polícia Civil inicia a segunda parte das investigações, que é a análise dos aparelhos, das provas coletadas e do resultado da perícia, que deve chegar em breve. “O modos operandi desta quadrilha foi aplicado não só em Pomerode, mas também em cidades como Blumenau, Indaial, Rodeio, São Bento do Sul, Rio Negrinho e Gaspar e são criminosos especializados em furtos destes objetos, inclusive, com rapidez para limpar os rastros de um objeto furtado”, esclarece.

A Polícia aconselha a manter a atenção em itens colocados à venda em redes sociais, aplicativos e sites que estão com um preço muito abaixo do valor de mercado, pois podem ser itens furtados. Quem vende objetos roubados ou furtados comete crime de Receptação e, quem compra, dependendo da situação, também pode ser penalizado.

“Nós estamos trabalhando para identificar os proprietários dos objetos recuperados. Uma das vítimas, por exemplo reconheceu o seu televisor pelo design diferenciado que tinha e por algumas marcas de uso. As demais vítimas serão chamadas para tentar devolver os aparelhos aos seus donos e nós temos uma grande chance de capturar a quadrilha”, finaliza o delegado.

 

Quer ser o primeiro a receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.



Tags: