Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

À espera de Lara, com cuidados diferentes

Gestante fala sobre as mudanças na rotina, com os cuidados necessários para evitar o coronavírus

2d46c676e6126ecc57343120accced48.jpg Foto: Daiana Kopsch Fotografias

De acordo com o Ministério da Saúde, as gestantes são consideradas um dos grupos de risco para a Covid-19 e, por isso, classificou como fundamental o isolamento social para gestantes e puérperas (mães que acabaram de dar à luz).

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/da5766e97c60e8759e4c3acec5c7284a.jpg https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/b6557b3fc353d86e08085bfc422c0203.jpg

 

E para garantir a sua saúde e de sua filha, a futura mamãe, Taynara Caroline Régis, está adotando em casa uma série de cuidados para evitar o vírus. Ao lado do marido, Lucas do Nascimento, o casal aguarda ansioso a chegada da primogênita, a bebê Lara Beatriz do Nascimento. A gestação de Taynara chegou às 34 semanas.
A futura mamãe conta que, em sua casa, vários cuidados especiais foram adotados, além dos já tradicionais para quem está esperando um filho. “Lavamos as mãos e passamos álcool em gel com mais frequência, além de higienizar tudo o que vem de fora também”, ressalta Taynara. 

Ela também afirma que a família precisará ter vários outros cuidados quando a Lara vier ao mundo, já que os recém-nascidos são mais frágeis nos primeiros dias de vida. “Ainda não tive nenhuma orientação vinda do meu médico, porém, sei que com recém-nascido, o cuidado precisa ser redobrado, por isso, vamos evitar as visitas e cuidar ainda mais da nossa saúde”, garante.

 

Como a recomendação é para o isolamento social, Taynara e Lucas comentam que já reduziram ao máximo o contato com outras pessoas, e somente têm contato com as pessoas mais próximas, como mãe, pai e irmãos, mas sempre com os cuidados necessários e atentando-se para a higienização.

A chegada de um filho é sempre um momento extremamente aguardado para a família e, principalmente, para o casal. Taynara comenta que, como são pais de primeira viagem, com certeza, a preocupação é maior, pois não se sabe por quanto tempo ainda vai durar esta pandemia. 

“Não vou negar, a ansiedade é imensa! E agora com esta situação, a apreensão é ainda maior. O pensamento de ‘Será que vai dar tudo certo?’ é constante. Mas tenho fé que tudo vai melhorar”, destaca Taynara.

 

(Foto: Daiana Kopsch Fotografias)

Gestantes como grupo de risco

Gestantes de alto risco e puérperas (pós-parto) entraram para a lista do grupo de risco da Covid-19. A inclusão ocorreu na última sexta-feira, 10 de abril, após o registro de mortes de mulheres grávidas no país, algumas inclusive sem doenças preexistentes e com histórico de vida saudável. O Ministério da Saúde já havia publicado o fato em seu boletim epidemiológico, e taxado como fundamental o isolamento social para gestantes e puérperas. 

Ricardo Cobucci, ginecologista e obstetra da Rede Ebserh e atuante na Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), instituição da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), afirma que todo cuidado é pouco, até porque durante a gestação, há queda da imunidade, fator que predispõe o surgimento de quadros graves de Covid-19.