Quinta-Feira, 02 de Abril de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 30Cº / Min 19°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

A educação voltada para o futuro

A educação pomerodense busca oferecer meios para que os jovens estejam preparados para a realidade que os espera.

855e91f8c162f5ae06d6a680fc9361bf.jpg Foto: Prefeitura de Pomerode

A educação é um dos pilares de sustentação para a construção de um futuro de sucesso. Por isso, a educação pomerodense busca, cada vez mais, oferecer meios para que os jovens estejam preparados para a realidade que os espera, a exemplo da oferta do ensino bilíngue nas escolas públicas.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/da5766e97c60e8759e4c3acec5c7284a.jpg

 

Uma das ações mais recentes da Secretaria de Educação e Formação Empreendedora é a aquisição e a instalação de lousas digitais, em todas as escolas básicas mantidas pelo município. O processo de instalação deve ser finalizado no mês de março e, a partir daí, todas as escolas municipais, nas turmas do 4º ao 9º anos, terão lousa digital em sala de aula. As demais turmas terão ou uma televisão ou Datashow.

“Por meio das lousas digitais, que possibilitam interação por touchscreen, o objetivo é que o professor consiga desenvolver uma aula mais significativa, dinâmica, que é o que chamamos de metodologia ativa de ensino em sala de aula. Isso porque o nosso público, que está vindo nas novas gerações, é cada vez mais dinâmico e ligado à tecnologia”, afirma o secretário da pasta, Jorge Buerger.

 

A lousa digital, televisão ou Datashow estarão acompanhado de um computador com internet cabeada, para que, quando o professor chegue na sala de aula e o equipamento funcione, e faça o aluno navegar na internet, tornando as aulas muito mais dinâmicas.

 

Por serem gerações que têm muito mais contato com a área tecnológica, o professor lecionar apenas escrevendo no quadro pode se tornar maçante, o que prejudica o processo de aprendizagem. “Além disso, a lousa digital, televisão ou Datashow estarão acompanhado de um computador com internet cabeada, para que, quando o professor chegue na sala de aula e o equipamento funcione, e faça o aluno navegar na internet, tornando as aulas muito mais dinâmicas”, reforça Buerger.

Outra iniciativa adotada é que o município conseguiu se credenciar no Programa de Inovação Educação Conectada, do Governo Federal, que irá oferecer roteadores para as escolas, que possibilitam uso simultâneo de até 200 aparelhos, para que tenham conexão com a internet, sejam eles smartphones, notebooks, ou tablets.

“Temos que adotar a metodologia de parar de proibir aparelhos em sala de aula, mas sim, educar para que sejam usados no momento certo. Devemos enxergar os celulares como aliados, porque não há como fugir da tecnologia e de seu uso. Além disso, se a escola não for educadora para o uso da tecnologia para o bem, algumas crianças não recebem orientação necessária. A escola precisa ser aliada da família”, enaltece o secretário.

Outro ponto que será adotado como iniciativa, visando os novos rumos da educação, é a adaptação à Base Nacional Comum Curricular, documento que foi traduzido para a realidade catarinense e que será usado como base para a elaboração de um documento voltado ao município.

 

Secretário de Educação e Formação Empreendedora, Jorge Buerger (Foto: Prefeitura de Pomerode)

“Esse documento irá nortear as ações que iremos seguir aqui no município, voltadas, principalmente, para as metodologias ativas, que estimulam o fazer. É o que conhecemos por cultura maker, que queremos trabalhar muito nas escolas e com os professores. Uma notícia boa, se pensarmos em objetivos para o futuro, é que os nossos índices de reprovação diminuíram significativamente, o que se encaixa no nosso desejo de promover o sucesso escolar”, destaca Buerger.

Ainda, no ano de 2018, iniciou a implantação das aulas de robótica, que foram chegando a todas as escolas da Rede Pública, oferecendo ainda mais contato com a tecnologia e o raciocínio lógico. “Temos, também, uma parceria com o Senai, para alunos dos 7º, 8º e 9º anos, que oferece 180 vagas no contra turno escolar para que tenham uma formação profissional em mecatrônica, elétrica e até robótica, para preparar melhor esse jovem para a sociedade”, finaliza.

 

Quer receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.



Tags: