Turismo

Museu Interativo Brasil Alemanha confirma inauguração para o primeiro semestre de 2023, em Pomerode

Em um dos ambientes, público vai encontrar telas com capas de jornais que apresentam o ponto de vista cada país em momentos importantes da história

13 de janeiro de 2023

Foto: Reprodução

Pomerode é um símbolo da relação entre Brasil e Alemanha. Nossa cidade foi colonizada em 1863 por imigrantes que vieram da região da Pomerânia e até hoje carrega marcas deste processo na arquitetura, no segundo idioma de boa parte da população e nos hábitos dos moradores.

A partir de 2023, o município terá um novo empreendimento turístico que mostra que não é apenas no contexto da imigração que os dois países se conectam. O Museu Interativo Brasil Alemanha abre aos visitantes ainda no primeiro semestre.

Embora a história seja valorizada no acervo e tenha sido fundamental para a escolha da localização do Museu, as experiências propostas pelo Museu trazem um aspecto mais amplo, dedicado à relação binacional para além dos limites do município.

Maikon Werner, um dos diretores criativos do empreendimento, destaca que o objetivo é fazer com que os visitantes reconheçam aspectos que conectam Brasil e Alemanha e que fazem parte da rotina de todos os cidadãos.

“Vamos ilustrar a riqueza das duas nações, além de apresentar elementos importantes da economia, sociedade e cultura. Nosso objetivo principal é instigar a curiosidade e o aprendizado do público de maneira divertida, interativa e informativa”, conta.

Já num contexto mais contemporâneo está uma das experiências já confirmadas no Museu. Em três estações digitais, os visitantes poderão visualizar como importantes acontecimentos da história mundial foram retratados pelos principais veículos de comunicação de cada nação.

Os exemplos vão desde as grandes guerras mundiais até a emblemática derrota por sete a um na Copa do Mundo de 2014. “Os dois países possuem uma forte conexão cotidiana e cultural que vamos explorar. Muito além da imigração, queremos evidenciar as histórias entre Brasil e Alemanha que seguem sendo construídas”, finaliza Maikon.

 

Notícias relacionadas